Arquiteto Chileno Smiljan Radi no Arranque do Ciclo de Conferências da Trienal de Arquitectura de Lisboa

2 Hisao SuzukiA Trienal de Arquitectura de Lisboa lança a segunda edição do ciclo de grandes conferências – Distância Crítica, em coprodução com o Centro Cultural de Belém.

A primeira conferência tem lugar no dia 22 de janeiro, às 19h00, no Grande Auditório do CCB e tem como primeiro convidado o arquiteto chileno Smiljan Radi, autor do pavilhão da Serpentine Gallery de 2014, e autor da instalação de abertura da exposição People Meet in Architecture para a 12ª Exposição Internacional de Arquitectura, La Biennale di Venezia comissariada por Kazujo Sejima.

Pertencendo à primeira geração de arquitetos chilenos e considerado “melhor arquiteto com menos de 35 anos” pelo Colégio de Arquitectos do Chile em 2001, o seu trabalho integra programas tão diversos como o bairro de habitação de baixo custo em Concepción ou a ampliação do Museu de Arte Pré-colombiana.

A conferência é moderada por Joaquim Moreno, crítico e curador da exposição Carlo Scarpa – Túmulo Brion Guido Guidi atualmente patente na Garagem Sul do CCB.

O ciclo Distância Crítica integra mais duas conferências durante o ano de 2015, a 14 de abril, com Bijoy Jain fundador do Studio Mumbai, considerado um dos oito arquitetos contemporâneos mais influentes no panorama mundial, e mas tarde, a 11 de novembro com MVRDV (Jacob van Rijs), um dos ateliers mais representativos da arquitetura Holandesa contemporânea.

Os bilhetes encontram-se à venda na bilheteira do CCB ou no site ticketline e custam 5 euros (uma conferência) e 10 euros (três conferências).

Texto de Susana Sena Lopes

 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.