Aquapura Douro Valley, O Repouso De Luxo No Douro Vinhateiro

aquapura_01Reportagem de Tânia Fernandes e António Silva
 

O edifício, visto ao longe, faz-nos crer que este é mais um daqueles hotéis a ocupar um dos magníficos solares antigos que marcam a paisagem do Douro Vinhateiro. Somos assim apanhados de surpresa, ao entrar na receção do Aquapura Douro Valley. Mergulhamos numa envolvente moderna de design arrojado. O ambiente escuro contrasta com a luz e o verde que deixámos à porta, mas que espreita das janelas altas, rasgadas nas paredes. É como se tivéssemos entrado num casulo, muito zen, onde reina a calma e circulam as boas energias.

Descobrimos também que entrámos no edifício pelo “telhado”. Abaixo encontram-se os quartos e as áreas comuns, às quais temos acesso pelo elevador. Integrado numa quinta tradicional, este é um hotel de design em que as peças são escolhidas com rigor e dispostas de forma a criar harmonia. Há uma sensação de bem-estar ao circular dentro do Aquapura Douro Valley.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os quartos são espaçosos e com o conforto exigidos a um hotel de 5 estrelas. Acresce o bom gosto e disposição díspar. Há acesso visual a áreas habitualmente reservadas, com divisórias de vidro que revelam em vez de esconder. Da espaçosa varanda, uma vista sobre o Douro, para sentir todos os momentos do tempo a passar e contar os tons de verde dos socalcos. Os hospedes têm ainda a possibilidade de optar por alojamento em Villas. São espaços mais amplos, recomendados para famílias maiores, ou grupos de amigos que pretendam ficar por estadias mais alargadas de tempo. Disponíveis nas tipologias T1 e T2, encontram-se fora do edifício principal, na propriedade do hotel. Dispõem de piscinas próprias ou privadas e estão totalmente equipadas e mobiladas. A realização de workshops ou sessões de degustação nas Villas é possivel, mediante reserva prévia.

O SPA é um dos tesouros deste hotel. Com uma área de cerca de 2200 m2, encontra-se em perfeita comunhão com a natureza. Os dez gabinetes privados de tratamentos, as áreas de relaxamento, a piscina interior e mesmo uma das saunas têm uma vista única para a paisagem envolvente, potenciando por si só, todos os tratamentos que aqui se possam usufruir. Circuitos de hidroterapia, aromoterapia, colchões de água aquecida, são algumas opções disponíveis no sentido de regenerar a alma e libertar o stress do corpo. Na piscina exterior do hotel, o cenário é digno de postal, com a ilusão de continuidade da água pelo Douro. A mata entre o hotel e o rio está cheia de recantos, convidando o hóspede a descobrir trilhos e embrenhar-se na natureza. Se quiser picnicar, é só avisar os serviços do hotel, que lhe providenciam uma cesta com tudo o que necessita para fazer uma refeição ligeira no parque.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No wine room há sessões de prova diárias ao final do dia. Conhecer os vinhos e saber apurar as suas características em função da temperatura a que deve servido ou quais as melhores combinações de alimentos, são conselhos muito úteis que se podem aqui recolher. A loja comercializa outros produtos regionais como azeite e chá.

A cozinha do Almapura, o restaurante do Hotel, encontra-se à mercê do chef Paulo Matos, que aqui tem vindo a desenvolver uma cozinha regional, com empratamento cuidado. Recorrendo às mais modernas tecnologias, procura retirar o melhor sabor dos produtos locais e a preocupação na sua apresentação faz com que todos os sentidos fiquem alerta na “hora H”.

A noite primaveril proporcionou um jantar na esplanada, com toda a tranquilidade, admirando a vista sobre as luzes ao fundo, do Peso da Régua. Um gaspacho de morango abriu a refeição. De entrada foi servida vieira corada com caldo de legumes acompanhada de um Aneto Branco de 2011, fresco, com bom corpo e equilíbrio. Um leitão, desossado, cozinhado a baixa temperatura, chegou-nos de prato principal. Um tinto, Dona Berta, de 2010 foi o indicado para este prato de sabor intenso. Selámos este magnífico jantar com uma revolta de chocolate com gelado de frutos vermelhos, uma combinação fantástica entre o doce e o levemente ácido que acompanhou com um Vinho do Porto Fine Ruby.

O Aquapura Douro Valley é um convite ao descanso. Ideal para provar os sabores da região e sentir o silêncio, a tranquilidade e o bem-estar. O custo da estadia poderá não ser o mais económico. Mas o serviço prestado e as condições que se encontra aqui são também acima do standard, mesmo tendo em conta a classificação.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.