Anatomia De Uma Pintura – João Glama E O Terramoto De 1755 Para Ver No MNAA Até 27 De Maio

Anatomia de Uma Pintura – João Glama e O Terramoto De 1755 é a mostra que o Museu Nacional de Arte Antiga apresenta até 27 de maio.

A mostra, ontem inaugurada, está patente na Sala do Tecto Pintado do MNAA, e tem em destaque a pintura O Terramoto De 1755, do pintor João Glama Stroberle (c.1708-1792), que faz parte do espólio do Museu e foi agora alvo de restauro.

Esta é uma obra muito importante, quer para o estudo da pintura do século XVIII, quer para o estudo da História uma vez que é a única pintura conhecida de temas de catástrofe da época, nomeadamente do terramoto de 1755.

João Glama trabalhou durante mais de 35 anos nesta pintura, tendo-a deixada inacabada, tendo este restauro dado a conhecer alguns pormenores até agora desconhecidos, a pintura realça algumas das trágicas consequências vividas pela população, para além de revelar duas imagens suas no próprio quadro, que o define também como uma obra autobiográfica, pois ilustra também um episódio da vida do pintor que este vivenciou e presenciou.

Para além do quadro O Terramoto De 1755 da colecção do MNAA, a mostra inclui um auto retrato do pintor da colecção do Museu Nacional Soares dos Reis e alguns estudos realizados para este quadro.

A mostra é comissariada por Alexandra Markl e Celina Bastos, e pode ser vista até 27 de maio, na Sala do Tecto Pintado do MNAA, de terça a domingo, das 10h00 às 18h00.

Os bilhetes é o mesmo de acesso ao Museu e custa 6 euros, podendo ser adquirido no local.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.