Alphaville

Comprar bilhete com a intenção de ouvir uma musica e ganhar direito a assistir a um concerto. Foi este o propósito de quem guardou lugar, esta quinta-feira, no Campo Pequeno. Apesar de não terem uma grande legião de fãs, os Alphaville conseguiram reunir um número muito significativo de pessoas com vontade de vibrar com “Forever Young”.

A banda pop alemã lançou, em 1984 o álbum Forever Young, do qual saiu a canção homónima que ficou registada na história da música. Estávamos no tempo dos videoclips e a viagem galática ficou registada na memória de todos. Marian Gold, o vocalista dos Alphaville introduziu o tema, já quase no final do concerto, com um quase pedido de desculpas, de que já não é propriamente novo. Mas ainda que a passagem do tempo esteja à vista de todos, a emoção tomou conta da sala. A juventude invadiu os presentes e todos se levantaram para entoar o refrão. O telemóvel conquistou o lugar do isqueiro e os braços ondularam no ar ao som do tema.

Antes, tinham conseguido chegar ao público da noite com “Big in Japan” e “Sounds Live a Melody”, também do primeiro álbum.

A verdade é que os Alphaville não têm muito mais para dizer. Gostam de fazer musica e de atuar, fizeram-no durante mais de uma hora e o público perdoa-lhes as incursões mais desastrosas. Sintetizadores bem presentes, luzes intensas a ofuscar, danças frenéticas e passagens pelo contexto de ficção científica que invadiu o entretenimento durante os anos oitenta. Têm novos temas, que trouxeram para este alinhamento, mas pouca atenção lhes foi dada.

O que todos queriam mesmo ouvir era o elixir da vida eterna, alcançado logo aos primeiros acordes:
It’s so hard to get old without a cause
I don’t want to perish like a fading horse
Youth like diamonds in the sun and diamonds are forever
So many adventures couldn’t happen today
So many songs we forgot to play
So many dreams swinging out of the blue
We let them come true
Forever young, I want to be forever young
Do you really want to live forever?
Forever, or never

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.