A Feira Setecentista Chega Hoje ao Palácio de Queluz

falcoaria_01De 10 a 13 de setembro e, num regresso ao século XVIII,  o Largo do Palácio de Queluz acolhe novaedição da Feira Setecentista. Durante estes quatro dias, o Largo do Palácio estará repleto de personagens características da época, como os aguadeiros, as criadas do paço, o carvoeiro, as lavadeiras, o sempre presente mendigo, os saltimbancos e gaiteiros, sem esquecer os nobres. É neste contexto que serão recriados diferentes cenários em interação com o público, dando a conhecer um  pouco  da  vida  quotidiana  num  Portugal  de  outros  tempos,  sob  o  tema  “Amor  e  Galanteio“, transversal a toda a sociedade setecentista.

Neste evento estarão presentes cerca de 130 participantes, representando os mais diversos produtos, como os enchidos e os queijos, a doçaria conventual e tradicional,  passando ainda pela presença de artífices e mercadores com venda de azulejos e cerâmica, cestaria, madeiras, ourivesaria, bijuteria, têxteis, entre muitos outros.

Durante  os dias em que decorre a Feira Setecentista de Queluz,  com entrada gratuita,  será possível visitar os Jardins Superiores do Palácio de Queluz, no período das 18h30 às 23h00, com um custo de 1 euro, gratuito para menores de 14 anos.

É  nos Jardins Superiores, junto à Fachada de Cerimónias, que serão realizados diversos concertos, nomeadamente do Quarteto de Clarinetes e Quinteto de Metais da Banda Sinfónica do Exército (10 e 11 de setembro, às 21h30) e do Quarteto de Cordas do Conservatório de Música de Sintra (12 de setembro, às 21h30).

A entrada é livre, sendo apenas necessário a aquisição do bilhete para os Jardins Superiores. A Feira Setecentista estará aberta no período das 17h00 às 24h00 nos dias 10 e 11 de setembro e das 13h00 às 24h00 nos dias 12 e 13 de setembro. Este evento é organizado pela Câmara dos Ofícios com o apoio da Câmara Municipal de Sintra, União das Freguesias de Queluz-Belas, Regimento de Artilharia  de Queluz e Pousada Rainha D. Maria I.

Texto de Marta Plácido, fotografia de Tânia Fernandes

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.