8ª Colheita Do Invísivel Da Ervideira Já Está À Venda

Por Elsa Furtado (Texto) e Tânia Fernandes (Fotos)

Invisível - Ervideira

Chama-se Invisível e é um nome invulgar, especialmente para um vinho… que apesar do nome é branco ou melhor “amarelo”, mas as particularidades deste não se ficam por aqui, é produzido com uvas tintas e é posto à venda todos os anos no dia 1 de Abril, com o selo da Ervideira.

Produzido pelo enólogo Nelson Rolo, este vinho alentejano, da marca Ervideira, já vai na sua 8ª edição e tem características únicas, ou não fosse ele um branco produzido a partir de uvas tintas da casta aragonez, seguindo uma tecnologia de frio.

Invisível – Ervideira

Para produzir este vinho a colheita é feita exclusivamente à noite, com temperaturas mais baixas para não haver nem oxidação nem fermentação, tirar o primeiro sumo – conhecido por lágrima, separar imediatamente o mosto das películas de forma a não obter qualquer cor, depois o mosto é transportado em camião frigorífico até à Adega, onde é conduzido por gravidade à câmara de frio, permanecendo a decantar durante 24 horas a muito baixas temperaturas. Após este processo, o mosto é inoculado com leveduras selecionadas, decorrendo a fermentação à temperatura controlada de 12ºC, durante 30 a 45 dias. O estágio é feito em cubas de inox durante aproximadamente 6 meses.

O lançamento desta última colheita teve lugar no passado sábado dia 1, já uma tradição da casa, e teve lugar no Restaurante da Associação Naval de Lisboa em Belém, onde foi possível provar a nova colheita a diferentes temperaturas e a acompanhar diferentes pratos como: uma variedade de Sushi e Sashimi, acompanhados de um Invisível a 4-6º; seguidos de umas vieiras a 8-10º; e a terminar, um Magret de Pato a 16-18º. A anteceder o almoço decorreu uma animada prova vertical de todas as colheitas do Invisível desde 2009 até 2016, em que se pode ver e avaliar a evolução e o amadurecimento deste vinho.

O Invisível foi lançado no mercado pela Ervideira em 2009, tendo inicialmente uma produção de 13.000 garrafas, chegando este ano a uma produção que chega às 60.000 garrafas/ano, e está cada ano melhor.

É um vinho bastante agradável, com algumas notas florais (melão, lima, hortelã), com boa acidez e uma estrutura final elegante, que acompanha bem qualquer prato e que se bebe melhor a temperaturas baixas, seja verão ou inverno.

À venda nas principais garrafeiras e superfícies comerciais com um preço que ronda os 9 a 10 euros a garrafa de 75 cl.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.