50 Anos Da Ponte 25 de Abril Assinalados Com Festa Em Almada

Visita a veleiros, animação, música, gastronomia e fogo-de-artifício são algumas das atividades agendadas para os dia 4, 5 e 6 de agosto, a propósito da comemoração dos 50 anos da Ponte 25 de Abril. As celebrações vão ter lugar em Cacilhas.

Inaugurada a 6 de agosto de 1966, a ponte 25 de Abril é, desde então, a mais importante travessia entre Lisboa e a margem sul. O tabuleiro rodo-ferroviário que atravessa o estuário do Tejo foi construído pela empresa norte-americana Steel Export Company. Os trabalhos duraram quase quatro anos e a à data da inauguração foi batizada de Ponte Salazar.

O projeto que une as duas margens vai agora ser alvo de comemorações que iniciam já no dia 4 de agosto, com a chegada de três veleiros a Cacilhas (NTM Creoula, Caravela Vera Cruz e Golden Leuw), que se juntam à Fragata D. Fernando II e Glória, ancorada em Cacilhas. Todas estas embarcações podem ser visitadas gratuitamente, durante dois dias.

Nos dias 4 e 5 de agosto é numa Cacilhas à beira rio, que se concentra a maior parte da animação, street food e música. Na noite de 5 para 6 de agosto, à meia-noite, há um espetáculo de fogo-de-artifício lançado a partir do rio Tejo. No dia 6, pelas 10h00 terá lugar a largada dos navios.

O evento é organizado pela Câmara Municipal de Almada e a Aporvela – Associação Portuguesa de Treino de Vela.

Programa:

4 de Agosto
10h00 – Chegada dos veleiros a Cacilhas
13h00 às 23h00 – Veleiros abertos ao público para visita
Street Food / Animação de rua

5 de Agosto
10h00 às 24h00 – Veleiros abertos ao público para visita.*
Street Food / Animação de rua
24h00 – Fogo-de-artificio no Tejo

6 de agosto
10h00 – Largada dos Navios

  • Fragata D. Fernando II e Glória fechada a partir das 20h00

5 Comentários

      • Ó Elsa, tenha dó!!!! Não se mudam os nomes às coisas!!! Só os fracos o fazem por não terem categoria para fazer o que outros fizeram!!!! Mudar um nome a uma ponte, a uma rua ou a uma praça, é a assunção da inferioridade, é sinal de que não se tem categoria para se atingir um objectivo, preferindo roubá-lo a outros!!!!

        • Senhor Gabriel podemos gostar ou não gostar, mas foi o que aconteceu … para mim por acaso é Ponte Sobre o Tejo … mas porque foi assim que aprendi, e para o caso de querer saber … eu nasci em 1974 e ainda apanhei uma professora primária à antiga, que ensinava com os mapas e os equipamentos antigos.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.