39ª Edição Do Fantasporto Explora Os Desafios Da Modernidade

O Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto decorre de 19 de fevereiro a 3 de março, no Rivoli Teatro, no Porto.

Em pré-celebração dos 40 anos do festival, o Fantas traz ao Porto as mais recentes produções mundiais, muitas delas em antestreia internacional ou europeia. Passarão pelo Rivoli quase duas centenas de filmes resultantes de uma criteriosa seleção das propostas de cerca de 60 países.

Depois de em 2018 ter explorado o tema Ética, a 39ª edição versa-se sobre “Os Desafios da Modernidade”, com filmes como The Panama Papers, de Alex Winter, sobre o Poder dos Média e o jornalismo de investigação;Human, Space, Time and Humande Kim Ki-Duk sobre a Desumanização nas sociedades mais avançadas; Monstrum de Jong-Ho Huh sobre os Jogos de Poder e a Corrupção;The Russian Bride de Michael S. Ojeda( filme de encerramento) sobre a Influência e Perigos da Net; Last Sunrise de Wen Ren sobre o Ambiente e as Catástrofes naturais; X- The eXploited de Károly Mészáros  sobre a Saúde Mental; Waiting for Sunset sobre Idosos; School Service de Louie Lagdameo Ignacio sobre a desumanização e a exploração da Infância; Painting Life de Biju Kumar Damodaran sobre o Ambiente e a dependência da tecnologia; Nancy de Christina Choe sobre a  Adopção/Fragmentação da Família;Decision: Liquidation de Alexander Aravin sobre Luta contra Radicalismo; e, finalmente, a Retrospectiva Taiwan, dedicada aos anos 60, sobre o  Empoderamento da Mulher.

Na mais recente secção do Fantasporto, o Fantas Classic, com a exibição de obras marcantes do cinema, como Easy Rider, Dennis Hopper, que celebra 50 anos da sua estreia; A Clockwork Orange, de Stanley Kubrick, uma Homenagem por ocasião dos 20 anos da morte do realizador ou ainda Alien, de Ridley Scott, de 1979.

O Fantasporto apresenta uma programação recheada de filmes premiados em festivais de referência, como Cannes ou Veneza, com retrospetivas dedicadas ao cinema de Taiwan, ao novo cinema Húngaro, ao cinema oriental e ainda ao cinema português.

No cinema português, nota para a crescente participação de Universidades e Escolas de Cinema, com apresentação de 57 files portugueses e o Prémio de Cinema Português – Melhor Filme, com 12 filmes selecionados.

A primeira sessão da tarde e a última da noite exibem os filmes da secção oficial de cinema fantástico e a primeira sessão da noite, a seleção oficial dos realizadores – Prémio Manoel de Oliveira.

Os bilhetes, já à venda, têm um custo de 5 euros, bilhete normal; 8 euros; bilhete duplo e 80 euros, livre-trânsito.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.