20ª Edição De Correntes d’Escritas Já Começou

A 20ª edição do Correntes d’Escritas, que decorre até dia 23 de fevereiro, na Póvoa de Varzim, já arrancou, numa sessão que teve lugar no Casino da Póvoa, presidida pelo Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e por Jorge Carlos Fonseca, Presidente da República de Cabo Verde, que participou na sessão na qualidade de Presidente da Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

Neste primeiro dia decorreram vários lançamentos de livros e debates com Lídia Jorge, Guilherme d’Oliveira Martins, Filipa Leal, Helder Macedo, entre muitos outros, culminando com as atuações de Aldina Duarte, Uxía,Mû Mbana e Sérgio Tannus.

Momento alto da programação foi o anúncio dos vencedores do Prémio Literário Casino da Póvoa (no valor de 20 000 euros), atribuído a A Noite Imóvel de Luís Quintais (Nascido em 1968 em Angola, antropólogo, poeta e ensaísta, que lecciona no Departamento de Antropologia da Universidade de Coimbra). O livro foi publicado pela Assírio & Alvim, em 2017, e já tinha ficado em 3º lugar no Prémio Oceanos 2018. 

Nesta obra, o autor convida os leitores a percorrer cenários de vazio e de destruição, de ecos e de sombras, de luzes ténues e memórias turvas, questionando a possibilidade de encontrar uma inaudita beleza nos escombros deste nosso tempo.

Que lugar? Sobes o lance de escadas próximo. Frio. E ao cimo das escadas deparas-te com o estreito corredor que dá para uma sala onde a luz explode através das portadas abertas de par em par. Essa luz intensa, essa luz deflagrante é já uma promessa de cegueira, o casulo onde a noite se esconde. A noite servir-te-á de pretexto para tudo o que vieres a dizer.
Aí ficarás, suspenso de tempo e memória.

O Prémio Literário Correntes d’Escritas Papelaria Locus 2019 foi atribuído a Renascer, de Ema Norberto, pseudónimo de Cláudia Salgado Fernandes; o Prémio do Conto Infantil Ilustrado Correntes d’Escritas Porto Editora 2019 foi para A Caixa, do 4º A da Escola Básica José Manuel Durão Barroso, de Armamar; e o Prémio Literário Fundação Dr. Luís Rainha Correntes d’Escritas 2019 foi para Toda a Água Que Nos Une, de Clara Monjardim, pseudónimo de Ana Paula Braga Morais Mateus.

A entrega dos prémios realiza-se no sábado, durante a sessão de encerramento do festival, no Cine-Teatro Garrett, pelas 19h30.

Durante o dia de hoje haverá vários debates, lançamentos de livros e um concerto de Tiago Gomes e Tó Trips, On the Road, a partir da obra homónima de Jack Kerouac, acompanhados pelo vídeo-bit de Raquel Castro. De entre os debates destacam-se as participações de Nélida Piñon, Sergio Ramírez, Gonçalo M. Tavares, Pilar del Río e Ignácio de Loyola Brandão.

Entre os vários lançamentos programados para estes dias, destaque para os do Grupo Porto Editora, como o romance Já Ninguém Chora Por mim, do Prémio Cervantes Sergio Ramírez e a apresentação da nova coleção de poesia, Elogio da Sombra, coordenada por Valter Hugo Mãe.

Em relação aos novos livros, nota para os lançamentos de: O Crepúsculo em Moledo, da António Sousa Homem, as crónicas de um reaccionário minhoto, com selo Porto Editora.

A antologia poética de Juan Vicente Piqueras Instruções para atravessar o deserto, com selo Assírio & Alvim. Uma seleção de poemas preparada em diálogo com o autor, em edição bilingue.

Ainda com chancela Assírio & Alvim, o livro Se me empurrares eu vou, de Maria Quintans.

E o mais recente título do Prémio Cervantes, Já Ninguém Chora por mim, de Sergio Ramírez, com selo Porto Editora.

Elogio da Sombra, a nova coleção de poesia coordenada por Valter Hugo Mãe, publicará obra de renomados poetas e estreias do panorama nacional. Serão apresentados os quatro primeiros volumes da coleção: Alegria Para o Fim do Mundo, de Andreia C. Faria; o Real Arrasa Tudo, de Isabel de Sá; Autópsia, Poesia Reunida de José Rui Teixeira e Amar o Tempo das Grandes Maldições, de Luís Costa.

Para além destes lançamentos, estão confirmadas as participações de Ana Luísa Amaral, Andreia C. Faria, Cristina Carvalho, Daniel Jonas, Filipa Leal, Francisco José Viegas, Karla Suárez, Luis Cardoso, Luís Carlos Patraquim, Luis Sepúlveda, Sérgio Godinho e Teolinda Gersão. 

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.