Arquivos diários: 5 de Janeiro de 2011

Anabela abre Melodea em Évora

No próximo dia 8 de Janeiro, a Fundação Eugénio de Almeida (FEA), em Évora, dá início a mais um Ciclo de Música Melodea, com o espetáculo Nós, o mais recente trabalho discográfico de Anabela, no qual a cantora interpreta canções de grandes nomes da música ligeira portuguesa, desde a década de 50 à 70.

No Teatro D. Maria II fala-se sobre a recusa do luto

Albano Jerónimo vai actuar a solo no espectáculo «Glória ou como Penélope Morreu de Tédio», que vai estar em cena de 6 a 30 de Janeiro no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa. Criado e encenado por Cláudia Chéu, esta peça fala sobre a recusa do luto e a espera, que se apresenta aqui como um bem precioso, “mas também como um prejuízo por ser um vazio entre o passado e o futuro”.

«A Paixão de S. Julião Hospitaleiro» junta tragédia e hip-hop no S. Luiz

«A Paixão de S. Julião» Hospitaleiro inspira-se numa história escrita no século XIX por Gustave Flaubert. O espectáculo encenado por António Pires mistura elementos da tragédia clássica com dança hip-hop e estreia esta quinta-feira no Teatro S. Luiz, em Lisboa. Com adaptação de Maria João Cruz, esta nova peça conta com as actuações de Maria Rueff, David Almeida, Graciano Dias, Maya Booth, Mitó Mendes e Marcello Urgeghe. O espectáculo contará ainda com cenário de João Mendes Ribeiro e vídeo de João Botelho.

Sugestão de Leitura: «Deixa-me Entrar» de John Ajvide Lindqvist

John Ajvide Lindquist é um escritor de suspense sueco, que nos traz uma história absolutamente aterrorizante sobre as crises na adolescência mescladas com uma grande dose de sobrenatural, com vampiros à mistura, em «Deixa-me Entrar».

CCB apresenta obra que inaugurou a Ópera do Tejo em 1755

Corria o ano de 1755 e Lisboa preparava-se para inaugurar o seu mais recente teatro – a Ópera do Tejo, em pleno Terreiro do Paço, para a inauguração estava programada a ópera Antigono de Antonio Mazzoni com libreto de Pietro Metastasio, a estreia deu-se e alguns meses mais tarde, em Novembro um maremoto e um terramoto violentos destruíram o teatro e grande parte da Baixa de Lisboa, desde então, a peça nunca mais foi apresentada entre nós, até agora.

Teatro da Trindade leva a cena comédia «Fala da criada dos Noailles»

«Fala da criada dos Noailles», de Jorge Silva Melo é a peça escolhida pelo Teatro da Trindade, em Lisboa, para subir à cena da Sala Principal, de 6 a 29 de Janeiro de 2011.

Lisboa recebe mais uma edição de cinema de expressão alemã

Apartir do dia 27 de Janeiro e até 4 de Fevereiro, Lisboa volta a receber mais uma edição da Kino – Mostra de Cinema de Expressão Alemã, que tem como tema este ano a integração cultural.