1936, O Ano Da Morte de Ricardo Reis Na Barraca

1936, o Ano da morte de Ricardo Reis é a peça que a Barraca apresenta a partir de hoje, em Santos – Lisboa, com autoria de Hélder Mateus da Costa, a partir do romance de José Saramago.

O romance começa pela invenção do encontro entre Fernando Pessoa, já falecido, e o heterónimo Ricardo Reis, com casos reais de sexo e paixão, também de ambiente surdo, falso e pesado, e porque fala com humor da relação criador / “obra / figura/personagem”.
Além disso, define como protagonista principal da obra, o ANO em que a trama se desenvolve.

Com encenação de Hélder Mateus da Costa, a peça conta com as interpretações de Adérito Lopes (Ricardo Reis),  Carolina Parreira (Marcenda), João Maria Pinto ( Dr. Sampaio / Espanhol Franquista / Ceguinho viola), Ruben  Garcia (Fernando  Pessoa /Carregador  da  mala / Irmão de Lídia), Samuel Moura (Salvador), Sérgio Moras (Vitor/ Recrutador/ Saramago) e Sónia Barradas  (Lídia).

A peça, com duração de 1h30 aproximadamente, e classificada para maiores de 12 anos, estará em cena até 31 de julho, de quinta a sábado às 21h30 e aos domingos às 17h00

O preço dos bilhetes é de 14 euros, sendo de 10 euros para estudantes, profissionais de teatro, menores de 25 e maiores de 65 anos, e 7,50 euros às quintas-feiras, e podem ser adquiridos no local.

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.