18 De Maio – Dia Internacional Dos Museus

Hoje foi dia de celebrar os museus, e foram muitas as atividades que decorreram de Norte a Sul do país.

A Norte, o Museu de Santa Maria de Lamas celebrou o Dia Internacional dos Museus, com atividades para toda a família, visitas gratuitas e o início de uma nova edição do projeto “Restauro ao vivo”.

No dia 18 de maio, com entrada gratuita, o Museu comemorou o Dia Internacional dos Museus 2021, com visitas livres, das 9h30 às 19h00 e visitas guiadas às 11h00, 15h30 e 17h00. Sob o tema “O Futuro dos Museus: Recuperar e Reimaginar” o Museu a funcionar de forma contínua convida os visitantes a (re)descobrir o seu espaço.

O Dia Internacional dos Museus marcou também o início de uma nova edição do projeto “Restauro ao vivo no Museu”, que decorrerá ao longo de todo o ano. «A partir dessa data poderá visitar o Museu e contemplar, ao vivo e no interior da Sala da Capela de Delães, a globalidade dos procedimentos que visam a recuperação e preservação das 14 esculturas religiosas integradas neste projeto. A realização pública de ações de conservação e restauro dentro do espaço museológico estabelece, desta forma, uma importante vertente pedagógica. Passível de elucidar e consciencializar o visitante para a importância da Conservação e Restauro no quadro museológico, confrontando-o diretamente com os problemas e tipologias de solução aplicáveis no espólio em intervenção».

Já a Fundação Cupertino de Miranda (FCM) celebrou o Dia Internacional dos Museus com uma intensa programação online e presencial, entre os dias 15 e 18 de maio, sob o tema “A Arte e a Mente”.

Ao longos dos dias foram abordados temas relacionados com a “Arte” e a “Mente” como os sonhos, a memória, as emoções e a criatividade, com conversas com convidados, workshops e visitas presenciais ao novo “Espaço Mário Cesariny”.
Hoje decorreua inauguração da exposição permanente Espaço Mário Cesariny, e a estreia online do vídeo Da casa de Cesariny às nossas casas”, com visita orientada à exposição permanente Espaço Mário Cesariny.

Decorreu ainda a conversa “A criatividade e o cérebro” com a neurocientista Patrícia Correia, na plataforma zoom, com inscrição gratuita.Em Lisboa o destaque vai para o Museu Nacional dos Coches (MNC), que no dia 23 celebra dois aniversários. O primeiro remonta a (23 de maio de) 1905, data de inauguração do “Museu dos Coches Reaes”, instalado no antigo Picadeiro do Palácio de Belém, por iniciativa de S.M.D. Amélia d’Orleães e Bragança, Rainha fundadora do Museu.

O segundo diz respeito (a 23 de maio) de 2015, data de abertura do moderno espaço museológico, da autoria dos arquitetos Paulo Mendes da Rocha e Bak Gordon. Desde essa data, o mais antigo e reconhecido museu de coches do mundo ocupa dois edifícios, situados em torno da Praça Afonso Albuquerque, em Belém. Este ano, aniversário do Museu será assinalado, na noite de 22 de maio, com um grandioso Concerto da BSE/ EAMCN, a ter lugar no antigo Picadeiro Real.

Durante o dia de hoje decorreram várias iniciativas, algumas delas que se vão prolongar, como a exposição Trash (Sala Jardim de Belém – piso 1), realizada em colaboração com Instituto Italiano de Cultura de Lisboa promete suscitar a curiosidade de todos; e o evento mundial “The Distinguished Gentleman’s Ride”, exposições temporárias, visitas guiadas, concertos e outras atividades pedagógicas.

Já o Museu do Oriente convidou a visitar a exposição A Vez das Deusas, seguida de uma sessão de desenho acompanhada por José Louro, do coletivo de artistas Urban Sketchers, na qual desafia “a reimaginar o universo visual e simbólico da exposição de cartazes indianos, através do desenho”.

O Museu Coleção Berardo, em Belém, preparou uma programação especial gratuita e teve entrada grauita nas cinco exposições patentes: Visita à exposição Dar corpo ao vazio, de Cristina Ataíde; Visita à exposição Prémio A Arte Chegou ao Colombo. Exposição de Finalistas; O Fascínio pelo Primitivismo; O Dada e as suas Ramificações; Monocromos de vermelho.

Também a Casa-Museu Medeiros e Almeida teve várias iniciativas de entrada é livre e atividades para crianças e famílias.

Em Palmela o convite foi para visitar o castelo e as duas novas exposições temporárias – De Palmela ao Poceirão, Uma Viagem Arqueológica, na Biblioteca de Palmela, e Hermenegildo Capelo, Naturalista, no Espaço Cidadão, em Palmela; e ainda uma visita encenada ao Castelo de Palmela.

Estas e outras atividades, algumas ainda a decorrer nos próximos dias podem ser consultadas aqui.

O Dia Internacional dos Museus, celebrado anualmente a 18 de maio, foi criado em 1977 pelo ICOM, com o objetivo de promover, junto da sociedade, uma reflexão sobre o papel dos Museus no seu desenvolvimento.

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.