Jessie J Encantou No Edpcooljazz

Reportagem de Catarina Ferreira (Texto) e Joana Simões (Fotos)

Jessica Cornish artista natural do Reino Unido, mais conhecida como Jessie J pisou pela primeira vez no dia 10 de julho, o palco principal do EDP Cool Jazz, no Hipódromo Manuel Possolo em Cascais, na segunda noite do festival.

A atuação mais esperada do dia para muitos começou com Jessie J a entrar em palco com uma grande elegância, tendo por trás uma bola de bilhar gigante. A música escolhida para abrir o concerto foi “Masterpiece” e o público levantou-se e acompanhou a artista na atitude e nos movimentos de dança, no fim do tema a artista comentou: “Parece que toda a gente se esqueceu que tem cadeiras. Esta noite é para vocês, eu quero que vocês se divirtam muito!”,

De seguida vibrou-se com “Do it Like a Dude”, “Real Deal” e “Not My Ex” a sincronização entre a artista e o público estava absolutamente em harmonia.

Durante todo o concerto Jessie J foi muito comunicativa com o público, pediu várias vezes para virarem as luzes, leu em voz alta os cartazes, inclusive houve quem tivesse o privilégio de se apresentar e falar diretamente com a artista: “Eu vim até Portugal para vos ver, por favor não tapem as vossas caras com os telemóvel, eu quero ver as vossas caras! A vida é tão precisosa, devem viver no momento e orgulharem-se de quem são hoje!”.

O concerto retomou com “Nobody is Perfect” onde mostrou a sua grande capacidade vocal num momento emocionante, o amor de Jessie J fez-se sentir em Cascais!
Como depois da abundância vem a tempestade, a artista perguntou: “Estão prontos para bater palmas?” e claro, o público mais uma vez não se deixou ficar e ergueu-se para ouvir “Burnin’ Up” dançando com uma coreografia que Jessie J lhes ensinou no momento.

Mais uma interação com o público “Existem rainhas aqui? E reis?” A artista explicou o seu último album R.O.S.E. surgiu porque queriam obrigá-la a cantar temas que não significavam nada para ela acrescentando que “Este álbum foi uma terapia musical para mim, eu não tenho de encaixar a minha música nas tendências, nós todos somos perfeitos exatamente da maneira que somos.”.

O tema “Queen” fez-se ouvir bem alto nesta noite em Cascais terminado com um improviso por parte de Jessie J alterando a letra pedindo a um fã que baixasse o telemóvel para conseguir ver-lhe a cara.

O concerto continuou com “Easy on Me” mesmo antes da grande surpresa da noite quando Jessie J chamou ao palco Fernando Daniel, o vencedor da 4º edição do The Voice Portugal para fazer um dueto do tema “Flash Light” dizendo “Obrigada por aceitares o meu convite, mesmo tendo pedido cinco minutos antes de o concerto começar, cantores devem ajudar outros cantores”.

Depois desde momento encantador, Jessie J perguntou a duas pessoas do público como se chamavam e cantou uma música improvisada com os seus nomes, ensinando-a ao público para a cantarem com ela, autografou bilhetes, abraçou e conversou com os fãs. O concerto continuou com “Brave” e no fim uma fã conseguiu passar a Jessie J uma carta que revelava o quanto esta a ajudou a superar os maiores desafios da sua vida.

A artista não ficou indiferente e leu-a em voz alta, emocionada e até alterou o alinhamento só para dedicar tema “Who You Are” à fã acrescentando que: “Ser vunerável não faz de ti fraca faz de ti real, não digas que te salvei a vida, tu salvaste a tua vida eu apenas fiz a música que te acompanhou.”

Para animar, ofereceu muita dança com o tema “Bang Bang” seguido de “Domino” com muitos saltos da parte do público, um tema que a artista já não cantava em concerto à algum tempo, mas foi “Price Tag” o tema escolhido para fechar, terminando o concerto com Jessie J a dizer “Obrigada” em português.

Mas as emoções e surpresas da noite não aconteceram só com Jessie J, já no início da noite tinham passado pelo palco principal os Best Youth, uma banda portuguesa que apresentou temas dos seus dois álbuns, Highway Moon e Cherry Domino e partilharam com o público uma energia pop alternativa.

A honra de abertura do palco principal coube à artista luso-portuguesa, de 24 anos, Maro, convidada por Jessie J, que sozinha em palco, com a sua guitarra, encantou com a sua doçura dando ao público a conhecer os temas do seu album It’s ok.

Já no palco secundário, o primeiro artista a atuar foi Renato Sousa.

Pelo Edpcooljazz vão ainda passar Diana Krall, Tom Jones, Jamie Cullum, Snarky Puppy, Jacob Collier, The Roots, Os Quatro E Meia e ainda os germânicos Kraftwerk a 31 de julho, no Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais.

Os bilhetes têm um preço entre os 25 e os 140 euros, consoante o espetáculo e estão à venda nos locais habituais.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.