Lúcia Afogada De Sophia De Mello Breyner Andresen Hoje Em Matosinhos

O espetáculo Lúcia Afogada, narrativa da autoria de Sophia de Mello Breyner Andresen que combina a estória da Gata Borralheira e que se cruza com a poesia do livro Dia do Mar, sobe hoje ao Palco do Teatro Municipal de Matosinhos – Constantino Nery, pelas 21h30.

Este é um espetáculo da Nova Companhia, dirigido por Martim Pedroso e música original de Carlos Morgado, e conta com as interpretações de Dalila Carmo e Duarte Grilo nos papéis de Lúcia e do Príncipe.

Este conto é uma luta entre dois mundos”, lê-se no texto de apresentação de “Lúcia Afogada”: “O mundo material (simbolizado pelos sapatos de diamantes) e o mundo essencial (simbolizado pelo reencontro com o mar). O narrador, um estranho príncipe aparentemente encantado, recria a história de Lúcia, uma rapariga com um horrível vestido lilás que sempre sonhou pertencer ao mundo das coisas materiais e que, para seguir esse sonho, acaba por se desviar do amor e dos valores familiares. Como vingança por não ter conseguido conquistar o amor de Lúcia, o príncipe, ferido e atormentado, volta 20 anos mais tarde para a confrontar com o passado e para lhe devolver a memória das coisas naturais.

A peça Lúcia Afogada está classificada para maiores de 12 anos, e tem os bilhetes à venda por 7,50 euros; para crianças até aos 14 anos, estudantes e maiores de 65 anos o preço é de 5 euros e estão à venda no local.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.