Bons Sons Regressa A Tomar De 12 a 15 de Agosto Com Muita Música Portuguesa

bons_sonsO Festival BONS SONS regressa à aldeia de Cem Soldos, em Tomar, de 12 a 15 de agosto, e tem já um cartaz repleto de nomes importantes no panorama da música portuguesa e promete muitas novidades.

O festival celebra nesta edição 10 de anos de existência e afirma-se “empenhado em apresentar projetos sonoros nacionais de diferentes estilos e influências, num projeto cm um forte ambição comunitária e de valorização regional”.

O programa já anunciado inclui convites a 10 dos projectos sonoros que marcaram presença em edições anteriores e de relevância para a música portuguesa do momento, assim sendo, 10 nomes regressam aos palcos da Aldeia de Cem Soldos para contarem o seu episódio particular da passagem pelo BONS SONS.

São eles: Desbundixie (2006); Deolinda (2008); Kumpania Algazarra (2008); Lula Pena (2010); Danças Ocultas (2010) + Orquestra Filarmonia das Beiras; Joana Sá (2012); Birds Are Indie (2012); Sopa de Pedra (2014); Lavoisier (2014) e D’Alva (2015).

Estão também já confirmados a fadista Cristina Branco; Flak – um dos fundadores dos Rádio Macau; Keep Razors Sharp – banda que oscila entre o psicadelismo, shoegaze e pós-rock; Golden Slumbers – projeto de música folk das irmãs Falcão com influências de Simon & Garfunkel e Fleetwood Mac;Few Fingers – grupo que mistura folk e indie; o guitarrista Grutera e o teatro de marionetas acompanhado de música de viola campaniça dos Bonecos e Campaniça.

A programação inclui ainda exposições e muitas atividades.

Com preocupações de sustentabilidade ambiental e humana, este festival já recebeu dois prémios no Iberian Festival Awards – Melhor Festival de Média Dimensão e Melhor Contribuição para a Sustentabilidade, tendo sido o mais nomeado neste que é o evento que distingue os melhores festivais realizados na Península Ibérica.

Os passes de 4 dias com campismo incluído custam até abril 25 euros, entre maio e junho 30 euros, e entre julho e agosto 35 euros. O bilhete diário custa 15 euros, a partir dos 12 anos (inclusive), e podem ser adquiridos nos locais habituais e depois no local.

Texto de Ana Filipa Correia

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.