Vodafone Mexefest chega aos palcos do Porto

O Festival Vodafone Mexefest chega ao Porto nos próximos dias 2 e 3 de março, depois do sucesso registado em Lisboa. São mais 40 concertos do rock ao house, passando pelo drum ‘n’ bass, hip-hop ou folk, a animar o centro histórico da Invicta.

 

A Vodafone e a Música no Coração vão por o Porto a mexer nos dias 2 e 3 março. O Festival Vodafone Mexefest chega à Invicta decidido a conquistar o sucesso registado em Lisboa, pondo o público e a baixa portuense a vibrar ao ritmo dos mais variados sons nacionais e internacionais.

Estão previstos mais de 40 concertos em dois dias com alguns dos nomes mais relevantes da atualidade. Através de um cartaz “diversificado mas coerente”, a organização trará à cidade “sonoridades que tocam em vários espectros musicais, do rock ao house, passando pelo drum ‘n’ bass, hip-hop ou folk, entre tantos outros rótulos, alguns deles ainda não inventados”.

Assim, depois dos já anunciados St. Vincent, Josh Rouse, Ladrões do Tempo, Cass McCombs, Supernada, Hanni El Khatib, Fink, Tiger & Woods Live, Foals DJ Set, Beatbombers, Capitão Fausto, Best Youth, Salto e The Glockenwise, surgem agora novas confirmações que prometem manter o festival no roteiro dos verdadeiros amantes de música.

Do lado internacional, Twin Shadow, Niki & The Dove, The Dø, Emika, Russian Red, Dillon, King Krule, Muchachito Y El Trio Infierno (foto acima), Dani Black estarão encarregues dos palcos e Portable Live, Makam Live e Peak & Swift tomarão conta das pistas de dança.

Do lado nacional, estão agendados os concertos de Norberto Lobo, Norton, Diego Armés, Lacraus (foto à direita), David Pires, Alto! e The Underdogs, Social Disco Club, Rui Murka, 1ª Linha Soundsystem, André Cascais, Freshkitos, Nuno Forte e Rui Trintaeum.

O Vodafone Mexefest Porto decorrerá no Coliseu do Porto, Garagem Vodafone FM, Cinema Passos Manuel, da Sala SBSR (Maus Hábitos), FNAC Sta. Catarina, Ateneu Comercial do Porto, Pitch Club e Teatro Sá da Bandeira. De modo a aproximar a música da população, integrando-se, deste modo, na própria vivência da cidade o Festival passará igualmente pelos Cafés Majestic e Guarany.

O público poderá comprar um passe único de 40 euros, que deverá ser trocado por pulseira no Coliseu do Porto e que dará acesso a todos os concertos em todas as salas, sempre de acordo com a lotação de cada uma.

 

Deixar uma resposta