Valter Hugo Mãe agraciado no Brasil

O português Valter Hugo Mãe foi o grande vencedor do 10º Prémio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa –  foi premiado  pelo  seu  último  livro,  A máquina de fazer espanhóis,  segundo  título  de  ficção  mais vendido  em  2010  em  Portugal.  É o  quarto  volume  de  uma  tetralogia  formada  pelos romances:  O nosso reino  (2004),  O remorso de baltazar serapião  (2006,  vencedor  do  Prêmio Saramago) e O apocalipse dos trabalhadores (2008). O escritor foi agraciado com o Grande Prémio, escolhido entre os vencedores das três categorias da edição 2012 do Prémio.

Valter Hugo Mãe ganhou o prémio como melhor Romance, enquanto Dalton Trevisan venceu a categoria Conto e Nuno Ramos, a Poesia. O anúncio foi feito na segunda-feira, no Auditório do Ibirapuera, com a presença dos autores e de outras personalidades da cultura brasileira. O vencedor de cada categoria receberá um prémio no valor de R$ 50 mil. Valter Hugo  Mãe  como  o  vencedor  do  Grande  Prémio  Portugal Telecom, receberá R$ 50 mil adicionais.

As 60 obras concorrentes ganharam book trailers criados especialmente para o Prémio por alunos da Oi Kabum, escola de arte e tecnologia do Oi Futuro, instituto de responsabilidade social da Oi. Os videos têm entre 30 a 45 segundos e pretendem transpor o universo do livro para o audiovisual.  O resultado pode  ser  visto  no  site  do  Prémio. Os  vídeos  exploram  técnicas  diversas  de  produção  e  animação,  como  a computação  gráfica,  o  stop-motion,  a  rotoscopia  e  o  “live  action”,  com  atores  reais.

Valter  Hugo  Mãe nasceu  em  Angola,  numa cidade  chamada  Henrique  de  Carvalho.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta