Utopia Teatro apresenta Lampedusa, uma história de imigrantes

Utopia Teatro estreia Lampedusa, um espetáculo fruto das notícias de naufrágios de imigrantes, com as consequentes mortes, repatriações, histórias de sobrevivência, que constituiram o material de trabalho da Utopia Teatro, dirigido por Susana C. Gaspar. Lampedusa estreia dia 17 de Fevereiro, na Casa de Teatro de Sintra.

“Este é um trabalho necessariamente enformado pela visão crítica de cidadãos de uma Europa que brilha aos olhos de quem parte de África”, afirma Susana C. Gaspar.

Lampedusa é o resultado de uma criação colectiva, trabalhada ao longo de diversos meses de recolha de notícias, vídeos, reportagens, fotografias e mapas sobre o território e os eventos em causa. O guião surgiu desta pesquisa e por meio de improvisação, escrita criativa, discussões e do diário de viagem a Lampedusa que dois actores do elenco empreenderam.

Lampedusa é uma produção da Utopia Teatro com direcção e dramaturgia de Susana C. Gaspar. A música original e sonoplastia são de Bruno Béu. A interpretação está assegurada por Filipe Araújo, Paulo Campos dos Reis e Susana C. Gaspar. O espectáculo conta com o apoio da Câmara Municipal de Sintra.

Lampedusa sobe acena da Casa de Teatro de Sintra de 17 a 26 de fevereiro, às sextas, sábados e domingos às 21h30. Os bilhetes custam entre 5 e 7,5 euros e podem ser adquiridos na bilheteira da Casa de teatro de Sintra, uma hora antes do início de cada sessão.

Texto de Clara Inácio

Deixar uma resposta