Um ano de Povo, ao Cais do Sodré

O Povo Lisboa celebrou no passado dia 15 de Novembro um ano de actividade e programação própria, que culmina com a edição de um conjunto de seis discos, fruto das residências artísticas.

Neste período o Povo foi a casa de aprendizagem e palco de experimentação para os jovens artistas que por lá passaram. Assim a cada mês e meio, um jovem intérprete foi convidado a apresentar o seu trabalho e desenvolver um repertório artístico original. Durante este período de residência artística, os fadistas têm a oportunidade de se cruzarem com músicos oriundos de diferentes universos musicais. Estes novos diálogos são registados na gravação e edição de um “Disco do Povo”, no final de cada residência. Mais do que um registo de fado, a colecção “Discos do Povo” é um testemunho de um projecto único de programação cultural e uma “carta de apresentação” para estes jovens talentos, vindo a constituir um novo acervo do repertório fadista. O desafio agora lançado é a criação de poemas e letras originais para fado.

O conceito inspirador foi a tasca portuguesa, assumindo-se como um espaço de encontro e tertúlia para os amantes de Lisboa, onde podem ser bebidos e apreciados os sabores tradicionais. O cardápio é reformulado todos os meses, pode deliciar-se com alguns dos petiscos mais típicos, como as moelas, pataniscas, ovos verdes, peixinhos da horta, salada de polvo ou de orelha, entre outros. Existem menus fixos compostos por 4 petiscos (entre os 14,50 euros e os 21 euros), assim como tapas avulsas e, durante a semana um prato do dia  a 7,50 euros.

Além da programação de Fado e da experiência gastronómica, é possível assistir a encontros, debates, conversas e tertúlias, espelhando a diversidade cultural de Lisboa.  Mensalmente é editada uma colecção de postais de distribuição gratuita, além do registo das actividades no site do Povo. Não falta a música ambiente e DJ’s com musicas do mundo e de fusão, numa perspectiva essencialmente urbana – Fado, Tango, Flamenco, Cumbia, Bossa, Jazz de Nova Iorque ou Bollywood de Nova Deli.

Povo situa-se no Cais do Sodré, zona em explosiva fase de crescimento, que se afirma como um dos principais destinos da “movida” Lisboeta. Localiza-se na Rua Nova do Carvalho, recentemente fechada ao trânsito automóvel. O Povo está aberto todos os dias entre as 12h00 e as 04h00.

 Texto de Clara Inácio

 

Deixar uma resposta