Turma da Mônica à conquista da Amadora

11019_11 Elementos tem‡ticos_11_12_13_14_15 Folha7aA Turma da Mônica vai ter um parque temático na Amadora, já em setembro. A assinalar os 50 anos da dentuça mais famosa da banda desenhada, o Parque BD Maurício de Sousa ocupará a zona da degradada Fábrica da Cultura, na Falagueira. O local, que já serviu de palco ao Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, irá agora transformar-se num espaço verde com cerca de 4 mil metros quadrados, onde marcarão presença as inconfundíveis personagens vindas do lado de lá do Atlântico.

As reproduções, algumas interativas, terão entre 1,2 metros e 3,5 metros, prometendo fazer as delícias dos fãs do autor brasileiro, que deverá marcar presença na inauguração do parque. Para além da imprescindível Mônica, os visitantes poderão usufruir da companhia de outras personagens, entre as quais Cebolinha, Cascão, Magali ou Chico Bento.

A obra da Câmara Municipal da Amadora, financiada na totalidade pela Valorsul, está orçada em cerca de 670 mil euros.

Mônica estreou-se em 1963 nas tiras de Cebolinha publicadas nos jornais brasileiros. De início como coadjuvante, não tardou a tornar-se personagem principal e a ter direito à sua própria revista. Inspirada na filha do próprio criador – facto que se repetiria depois noutros desenhos – esta menina ficou célebre pelos dentes incisivos e pelo vestidinho vermelho.

Na sua versão adolescente na Turma da Mônica Jovem, lançada em 2008, a dentuça tem já 16 anos e deixou de ser a baixinha e gorducha de outros tempos. Até os dentes, apesar de preponderantes, têm menos destaque do que na congénere infantil. O guarda-roupa também foi aumentado, não se limitando ao vestido vermelho. Mais adulta, e depois de anos a fio a agredir Cebolinha com o seu coelho de peluche, Mônica mostra nesta nova versão um maior interesse amoroso pelo companheiro de Turma, agora conhecido como Cebola.

Texto de Alexandra Gil

Deixar uma resposta