Trienal de Arquitectura de Lisboa inaugurada hoje

É inaugurado hoje o maior evento ibérico de arquitectura, a segunda edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa. O tema desta edição de 2010, “Falemos de Casas”, título de um poema do poeta português Herberto Helder, foca-se na problemática da habitação.

A Trienal de Arquitectura de Lisboa representa não só uma celebração à arquitectura, mas também um espaço de debate e discussão das questões da arquitectura contemporânea, desde a sua componente social à importância cultural que assume nos dias de hoje.

A partir de hoje, e até ao dia 16 de Janeiro, a cidade de Lisboa tornar-se-á na capital europeia da arquitectura, recebendo inúmeros projectos associados em galerias de arte e outras instituições culturais. Dos eventos que terão lugar no âmbito da Trienal de Arquitectura de Lisboa destacam-se as três grandes exposições de arquitectura, “Falemos de Casas: Entre o Norte e o Sul”, no Museu Colecção Berardo, “Falemos de Casas: Quando a Arte fala Arquitectura (Construir, Desconstruir, Habitar)”, no Museu do Chiado (MNAC), e a exposição “Falemos de Casas: Projecto Cova da Moura” localizada no Museu da Electricidade. Estas exposições serão inauguradas nos dias 14, 15 e 16 de Outubro respectivamente. No dia 13 de Novembro, será também inaugurada a exposição “Falemos de 7 Casas em Cascais”, que terá lugar no Centro Cultural da cidade de Cascais.

Para além das três grandes exposições enunciadas, a Trienal de Arquitectura de Lisboa conta também com uma conferência internacional sobre a relação entre a arquitectura e a política, e a exposição das trinta melhores propostas apresentadas no concurso de ideias “A House in Luanda – Patio and Pavilion”, cujo vencedor será anunciado na data de inauguração da exposição (16 de Outubro), que terá lugar no Museu da Electricidade.

O evento apresenta ainda um serviço educativo, para todos os tipos de público, desde público especializado ao público em geral, que inclui visitas guiadas às exposições, conversas com os comissários das mesmas, workshops, debates temáticos, entre outras actividades, incluídas no programa educativo oficial desta edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa.

Uma vez que um dos principais objectivos da programação desta Trienal de Arquitectura é estabelecer relações com os diferentes públicos em torno da arquitectura, convida-se o leitor, arquitecto ou curioso, a participar ou a espreitar os variados eventos, que acontecerão um pouco por toda a capital.

Por Diana Peralta

Deixar uma resposta