Teatro Ibérico apresenta concerto encenado Da Cor da Água – uma homenagem ao vinho

Reportagem de Elsa Furtado (texto) e Sara Matos (fotos) 

Uma taberna, oito artistas em palco e várias garrafas de vidro vazias são o que espera o espetador, quando este passa a porta de entrada do Teatro Ibérico em Xabregas, para ver o concerto encenado Da Cor da Água – No Tempo em Que As Mulheres Não Entravam nas Tabernas, em cena neste teatro na próxima sexta-feira dia 23 e sábado 24 de novembro, às 21h30.

Da Cor da Água surgiu após um convite da Casa de Vinhos Dona Ermelinda Freitas  e foi ganhando forma e corpo na cabeça de Jorge Salgueiro, que assina a direção artística e composição musical, e conta com dramaturgia e encenação de Miguel Jesus e figurinos e adereços de Clara Bento.

A dar corpo aos personagens estão: Leila Moreso – cantora, o ator Ricardo Mondim, os violinistas António Barbosa e Jorge Vinhas, na violeta Katia Santandreu, no violoncelo Genoveva Dimitrova, Diogo Dias no contrabaixo e Paulo Tavares ao piano, que durante cerca de uma hora e meia interpretam várias canções conhecidas sobre a temática do vinho como: “Tourdion”, “Seguidilla”, “In Taberna”, “Oiça Lá Ó Senhor Vinho”, “Red Wine”, “Beber Es Un Gran Placer”, entre outros temas, todos eles em registo lírico.

Uma cantora chega para dar um concerto: Canções e árias sobre o vinho e outras bebidas alcoólicas… Mas afinal que espaço é esse onde se encontra? Uma taberna? Quem são aquelas pessoas, aqueles músicos e aquele taberneiro, aquele Melro? Será ela a Ave Rara de todo aquele encontro? A Dona Ermelinda Freitas trouxe vinho, trouxe vinhos. Entre aceitações e desagrados, entre bebidas e desinibições, entre seduções e maledicências, entre garrafas cheias e vazias, o vinho há-de surgir na cor que cada um deseja. E você, vem beber a música ou ouvir o vinho?

Um espetáculo repleto de ironias, metáforas, humor, boa música e muitas surpresas … como um copo de licor no final da peça para um brinde com o elenco, que antece uma prova de vinhos alentejanos no fim do espetáculo.

Da Cor da Água – No Tempo em Que As Mulheres Não Entravam nas Tabernas vai estar em cena em Lisboa na sexta (23 de novembro) e sábado (24 novembro), às 21h30, no Teatro Ibérico em Xabregas e os bilhetes custam 10 euros. Depois prossegue em digressão, continuando assim com a sua homenagem ao néctar de Baco.

 

Deixar uma resposta