TAS apresenta o Auto da Barca do Inferno em Setúbal

barca001 (2)O TAS – Teatro de Animação de Setúbal leva à cena este fim de semana, no Fórum Municipal Luísa Todi, uma versão contemporânea do Auto da Barca do Inferno. Esta adaptação do clássico de Gil Vicente, texto de leitura obrigatória para os alunos do 3.º ciclo do ensino básico, tem encenação de Carlos Curto e de Pompeu José. Com cenografia de Luís Miguel Valido, figurinos de Lucília Telmo e Rita Carrilho, a interpretação está a cargo de Sónia Martins, Miguel Assis e Duarte Victor.

Em Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente, o Diabo é visitado por vários recém-falecidos, O Fidalgo, o Onzeneiro, o Sapateiro, o Frade, a Alcoviteira, o Judeu, o Procurador, o Corregedor, o Enforcado e o Parvo que não querem admissão na barca do inferno e tentam a entrada na barca da glória, a todos recusada, menos ao Parvo e aos Cavaleiros mortos na guerra santa.

Esta encenação, ao transformar todas as personagens, que tentam a passar para o paraíso, numa só a de um Parvo atarefado em furar a todo o custo o exame moral faz justiça ao mais íntimo da obra original, na qual o Parvo é a figura mais humana, mais identificável com o próprio autor: franco na sua humildade, mas não passivo; frontal e provocador a defender o seu merecimento bobo, enfim, mas sabedor de todas as hipocrisias do mundo e o único pronto a mostrá-las. Aqui, vai mostrá-las sozinho num jogo teatral transparente de despe-veste afogueado.

O trabalho de encenação e cenografia propõe uma máquina de cena mutante, que preenche o espaço cénico. No centro da ação um instrumento cenográfico que, manipulado por um anjo-demónio, adquire variadas formas servindo de cenário para as paixões e medos do ser humano.

Os bilhetes estão à venda no Fórum Municipal Luísa Todi, em Setúbal, pelo valor de 5 euros e há sessões dias 18 e 19 de abril às 15h00 (para Escolas) e 21h30 , dia 20 de abril às 21h30 e dia 21 de abril às 16h00.

Texto de Tânia Fernandes

Deixar uma resposta