Sintra já tem Confraria dos Sabores

A Quinta da Penha Longa, na zona de Sintra, foi o palco para lançamento da Confraria dos Sabores de Sintra, numa iniciativa que tem como objectivo valorizar, defender e promover o património gastronómico do Concelho.

A esta confraria aderiram produtores locais dos mais emblemáticos produtos de Sintra, como as queijadas, os travesseiros, os fofos de Belas, o Vinho Ramisco, a Maçã reineta, o Pêssego de Colares ou o Leitão de Negrais.

A cerimónia decorreu no passado dia 2 de Abril, no Mosteiro Jerónimo da Penha Longa e contou com várias personalidades que assistiram à entronização de 55 confrades, entre eles João Rôlo, Paula Taborda, Carlos Veríssimo, Jorge Santos Silva, Augusta Osório de Castro, e Lina Belo. Também se fizeram representar a Confraria dos vinhos de Carcavelos, a Confraria dos gastrónomos do Leitão da Bairrada, Confraria da Chanfana e a Real Confraria da Matança do Porco.

O traje foi desenhado e produzido pelo prestigiado estilista João Rolo, e é composto por uma capa e sobrecapa azul escuras, com tiras de cor bordeaux e verde, ligadas entre si por um vivo dourado. A escolha das cores acentua as muitas virtudes de Sintra: o azul do mar, o verde da natureza e do seu misticismo, e o bordeaux dos vinhos. O dourado denota a vivência palaciana, justificando a máxima “Ouro sobre azul”, segundo a organização.

Catarina Fernando Alves contribuiu com a criação do  logótipo da Confraria e simboliza a ligação entre a história, o património, a natureza e o romantismo de Sintra.

O Presidente da Câmara Municipal de Sintra, Fernando Seara, durante a sua intervenção na cerimónia citou vozes do passado, como Eça de Queiroz e o seu Primo Basílio, mas também contemporâneos como António Lobo Antunes e as suas referências gastronómicas, referindo que os entronizados têm agora um novo desafio porque estarão para sempre ligados à história de Sintra, após no seu juramento terem defendido e afirmado ser defensores dos valores e da cultura de Sintra. Finalizando a sua intervenção com a afirmação: “Saboreiem Sintra, porque estamos a saborear o nosso Portugal!”

 

Por Margarida Vieira Louro
Fotos gentilmente cedidas pela organização

Deixar uma resposta