Scissor Sisters invadiram Cascais com Kiki no Cascais Music Fest

Reportagem de Vânia Marecos (Texto e Fotos) 

Na segunda noite do Cascais Music Fest os Scisor Sisters invadiram o palco com brilho, movimento e alegria e receberam do público igual dose de animação. O colorido da plateia foi um dos pontos de destaque, com t-shirts de todas as cores do arco-íris povoando as primeiras filas.
Programado para as 21h00 o concerto só se iniciou depois das 22h00, sendo o período de espera preenchido com muita música, dança e bebidas, numa espécie de estágio para o concerto que estava para vir.

Temas mais pop como o sucesso “Fire With Fire”, do album “Night Work”, cantado a plenos pulmões, intercalavam com batidas mais eletrónicas como o mais recente single “Let’s have a Kiki”, do novo disco “Magic Hour” e que contou com coreografia de toda a banda, e ainda com temas mais calmos e românticos para dançar agarradinhos de que é exemplo “Mary”.

Entre canções pequenas animações multimédia serviam de elo de ligação e de entretenimento durante algumas saídas de palco de Jake Shears e Ana Matronic, para rápidas mudanças de visual.

Do alinhamento não podia faltar “Comfortably Numb” a versão disco da música dos Pink Floyd, inserida no álbum de estreia, e responsável pelo lançamento da carreira dos Scissor Sisters depois de ter recebido a nomeação para um Grammy. Seguiu-se “invisible Light” onde Jake Shears dançava agora com umas calças prateadas e já sem camisa, para delírio de muitos fãs na plateia.

Já quase a terminar “Don’t Fell Like Dancin’” foi dedicado a todos os fãs, mas de modo especial a uma fã que estava na primeira fila, Catarina, que foi presenteada com o alinhamento do concerto em reconhecimento da sua brilhante prestação cantando todas as músicas, sem exceção.

De volta ao palco Ana Matronic agradeceu a todos os presentes “Thank you everybody who came out tonight” e convidou o público a despir-se, ou simplesmente a tirar uma peça de roupa, ela própria deu o exemplo tirando os seus sapatos de salto alto. E foram estas palavras “encorajadoras” que tiveram repercussão imediata nos temas do encore “Only The Horses” e “Music is the Victim”, onde se começaram a ver t-shirts a rodar no ar, e entre elas também se vislumbravam uns calções.

Sem uma enchente, mas com um público fiel e que visivelmente se divertiu do princípio ao fim do espetáculo, a opinião era unânime: a segunda noite do Cascais Music Fest, no Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais, teve nota máxima na alegria e diversão.

Deixar uma resposta