Uma Sandes Com 42 Ingredientes? Um Absurdo

Reportagem de Tânia Fernandes (Texto e Fotos)

Absurdo

Sandes consistentes, com uma combinação improvável mas saborosa de ingredientes é a fórmula do mais recente restaurante de Olivier: Absurdo.

Localizado no Cais do Sodré, numa das renovadas praças da cidade, o Absurdo convida a uma refeição rápida e saciadora. Aqui servem-se sandes, em pão doce de brioche. Aquilo que Olivier descreve como “o que eu às vezes faço em casa para comer, quando tenho fome!”. Sandes para partilhar, que vêm divididas em quatro porções. A escolha faz-se pelo ingrediente principal, mas esse é só o mote para todos os outros que se lhe juntam na missão de aconchegar o estômago.

Absurdo

Encontramos assim Frango à Leitão (frango, tempero à Bairrada, batata palha), O Pescoço do Porco (cachaço, com chili e carnes variadas), Prego Ó Bitoque (bife com ovo a cavalo, mostarda e batata palha), Atum em Bucha do Costa (atum, milho, ovo, queijo cheddar e pickles), Gaita do bacalhau (bacalhau, ovo, húmus, coentros e salsa) ou Fnhã? É o Vegetariano (courgete, cogumelos, húmus e queijos).

Com o objetivo de o animar, há a célebre sandes Absurdo. A especialidade é uma espécie de tiro no escuro e quem a pede, sabe que vai conter 42 de 200 ingredientes possíveis. Os clientes são desafiados a identificar esses ingredientes e quem acertar tem direito a ir à roda. Uma espécie de tombola, recheada de ofertas para os restantes restaurantes do grupo (Guilty, Yakuza, Olivier Avenida, K.O.B., Pito do Bairro e Petit Palais).

Os preços das sandes andam entre os 7,80 e os 9,50 euros e comum a todas é mesmo o forte sabor. São bem condimentadas e recheadas, independentemente da variedade.

Este conceito é resultado de uma parceria entre Olivier e a Charcuteria de Lisboa. É, assim, possível, encontrar na carta um dos mais reconhecidos presuntos (5 Jotas), assim como o queijo de ovelha.

Como casa de petisco que se preze, não faltam as azeitonas, amendoins ou tremoços, aqui genuinamente autenticado como o “Marisco do Eusébio” (entradas entre 1 e 17 euros).

Há uma boa seleção de cervejas, mas o que mais se destaca aqui é o Pau – Lambreta, aquilo que “nuestros hermanos” apelidam de caña. Uma pequena cerveja, servida em copo baixo , a 1 euro a dose.

O espaço é acolhedor e apelativo ao convívio, e a esplanada no exterior virada para o rio um convite ao convívio e à descontracção, especialmente em dias de sol.

O Absurdo fica localizado no Cais do Sodré, nº 16, em Lisboa. Abre de domingo a quarta-feira, entre as 12h00 e a 00h00 e de quinta-feira a sábado, entre as 12h00 e as 02h00.

Deixar uma resposta