Rosencrantz & Guildenstern Estão Mortos no CCB

ROSENCRANTZ_foto1O Arena Ensemble traz até ao CCB Rosencrantz & Guildenstern Estão Mortos, peça com encenação de Marco Martins a partir do texto original de Tom Stoppard. Depois de uma temporada no Teatro Nacional São João no Porto, o espetáculo vai ficar em Lisboa de 19 a 24 de junho.

No Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém vai – se contar a história de Rosencrantz e Guildenstern que, enviados pelo tio de Hamlet para tentarem suster a sua ira e desvendar a origem da sua loucura, acabam perdidos e sem saberem quem são. As duas personagens secundárias do famoso texto de Shakespeare caem, assim, numa sublime reflexão sobre a espera e a inevitabilidade da morte.

Segundo Marco Martins, a peça “é uma oportunidade de fazer do palco simultaneamente uma festa e um local de reflexão, numa espécie de espelho entre o público e um grupo de atores”, com quem foi estabelecido “um percurso cúmplice e continuado”.

Com tradução de João Paulo Esteves da Silva, Rosencrantz & Guildenstern Estão Mortos leva às tábuas do CCB 17 atores, entre os quais Gonçalo Waddington, Nuno Lopes, Bruno Nogueira, Beatriz Batarda e Joana de Verona.

A peça vai estar em cena de quarta a segunda, às 21h00, com exceção para domingo, dia em que começará às 16h00. Os bilhetes custam entre 11 e 13,50 euros e podem ser adquiridos nos locais habituais.

Texto de Alexandra Gil

Deixar uma resposta