Revista Vivinha de Cascais regressa ao Teatro Gil Vicente

Regressa hoje, ao Teatro Gil Vicente, em Cascais, a revista à portuguesa Vivinha de Cascais, que já tinha estado cena em Abril,  nesta mesma sala de espectáculos, pelo Grupo Cénico dos Bombeiros Voluntários de Cascais.

Com um elenco de 45 actores amadores, três deles bombeiros voluntários, o espectáculo tem encenação da consagrada actriz de revista Natalina José e cenografia da figurinista Helena Reis.

Vivinha de Cascais é uma revista que retrata assuntos actuais da nossa sociedade e que, segundo a produção, “vai certamente levar o público a expressar diversos sentimentos, de alegria, tristeza e nostalgia”.

Num total de duas horas e meia de fantasia e baile, este espectáculo apresenta um luxuoso e colorido guarda-roupa, da responsabilidade de Joaquim Carvalho, e destaca-se pela novidade de apresentar cenários projectados em vídeo, em vez dos tradicionais cenários de tecido a subir e a descer o palco.

Esta revista à portuguesa vai estar em cartaz todos os sábados, às 21h30, até 4 de Dezembro. O valor dos bilhetes (7,50 euros) reverte cem por cento a favor dos Bombeiros Voluntários de Cascais.

Texto de Cristina Alves
Foto gentilmente cedida pela produção

4 Comentários

  1. Tive o prazer de assistir à Revista “Vivinha de Cascais” na sua primeira temporada e realmente é uma noite muito bem passada ali bem pertinho da Marina de Cascais.

    Aconselho a todos os que tiverem oportunidade a visitar o Teatro Gil Vicente. A alegria no palco é realmente contagiante.

    Muito Obrigada.

  2. Uma revista à portuguesa que de amadora não tem nada!! Os actores são espectaculares, e profissionais a actuar! Rir, quase do principio ao fim, com alguma nostalogia pelo meio. Já para não falar do guarda roupa e dos cenários!
    Sendo para uma boa causa, ver apenas uma vez é pouco!! Aproveito para dar os parabéns pela iniciativa.

  3. É com grande agrado que vejo esta revista a ser reposta no Teatro Gil Vicente.
    Bom disposta,com elementos críticos como não podia deixar de ser, a “Vivinha de Cascais” recorda-nos cenas e momentos de um Cascais antigo e de um Cascais de sempre, com grandes momentos musicais e de sketch hilariantes.
    Um cerão de sábado bem passado, a não perder. Já fui, gostei bastante e recomendo, pois é do melhor que se faz em teatro de revista. Bem hajam a todos!

Deixar uma resposta