Rammstein iniciaram digressão em Lisboa com grandioso espectáculo cénico

rammstein1Portugal foi o país escolhido, para o início da nova digressão europeia dos alemães Rammstein, que actuaram no passado dia 8 de Novembro no Pavilhão Atlântico, para uma sala praticamente esgotada e que vibrou entusiasmadamente com músicas do álbum Liebe ist für Alle Da, “Keine Lust”, “Du Hast” ou “Engel”.

Já eram quase 22h00, quando os cinco músicos que compõem os Rammstein subiram ao palco do Atlântico, derrubando um muro com marretas e maçaricos, numa  homenagem aos 20 anos da Queda do Muro de Berlin, que se assinalam este ano na capital alemã.

Depois de derrubadas as paredes, os músicos ficaram num contraluz e a partir daí as duas horas seguintes foram um desfile rammstein5do melhor rock industrial que se faz no mundo, em perfeito uníssono com uma das melhores performances cénicas em concertos rock.

Em destaque esteve o vocalista Till Lindermann, que cantou a primeira música com penas à volta do pescoço e uma luz a sair da boca, o guitarrista Richard Kruspe, fazia lembrar um oficial nazi, e o responsavél pelas teclas Flake Lorenz, vestia um fato de lantejoulas prateado bem brilhante, com o qual caminhou grande parte do concerto sobre uma passadeira rolante.

rammstein8Embora o título do mais recente álbum da banda seja O Amor é para todos (em tradução livre), os alemães do leste não pouparam nas polémicas e apresentaram “Wiener Blut”, um tema inspirado em Josef Fritzl, o monstro austríaco que manteve a própria filha encarcerada numa cave durante 24 anos.

Caso ainda não estivesse bem vincada a personalidade agressiva do vocalista, a encenação do espectáculo não deixaria dúvidas para o mais incauto espectador, em “Ich Tu Dir Weh” derrubou o teclista, esmurrou-o no chão e despejou-lhe uma cascata de fogo-de-artifício em cima, a partir de uma plataforma elevada e em “Benzin” incendiou um figurante que serpenteou pelo palco em chamas. rammstein10

Um grande espectáculo cénico e musical que a banda vai apresentar pela Europa fora até Março de 2010.

rammstein2 rammstein3 rammstein4

rammstein6 rammstein7 rammstein9

Texto e Fotos de António Murteira da Silva

Deixar uma resposta