Prémio Leya vai para escritor moçambicano João Paulo Borges Coelho

O escritor moçambicano João Paulo Borges Coelho – nascido na cidade do Porto – recebe esta quinta-feira, 4 de Março, o Prémio Leya 2009, conquistado com o seu livro O Olho de Hertzog. O galardão será entregue na Embaixada de Portugal em Maputo, pelo presidente de Moçambique, Armando Guebuza, e pelo primeiro-ministro de Portugal, José Sócrates.

No dia a seguir à entrega do prémio, chega às livrarias portuguesas, com a chancela Leya, o livro distinguido, que será também lançado na mesma altura nas livrarias moçambicanas, com a chancela da editora Ndjira.

O Olho de Hertzog é um romance policial que conta a aventura do oficial alemão Hans Marenholz, em 1919, no Moçambique do pós-Grande Guerra. História de heroísmo e de esperança, foi descrito pelo júri do Prémio Leya como um romance “de grande intensidade” e “que nos restitui o contexto histórico dos combates das tropas alemãs contra as tropas portuguesas e inglesas na I Guerra Mundial, na fronteira entre o ex-Tanganica e Moçambique, o confronto entre africânderes e ingleses, a emigração moçambicana para a África do Sul, a reacção dos mineiros brancos, as primeiras greves dos trabalhadores negros e a emergência do nacionalismo moçambicano, nomeadamente através da imprensa e dos editoriais do jornalista João Albasini”.

Por Cristina Alves

Deixar uma resposta