Pianista Gabriela Canavilhas é a nova Ministra da Cultura

A pianista Gabriela Canavilhas, natural dos Açores, é a nova Ministra da Cultura, do novo governo de José Sócrates, que toma posse no dia 26 de Outubro, às 12h00, no Palácio da Ajuda.gabriela6

A recém nomeada ministra exercia desde o dia 1 de Dezembro de 2008, as funções de Directora Regional da Cultura dos Açores.

Biografia:

Gabriela Canavilhas é de origem açoriana, iniciou os estudos musicais no Conservatório Regional de Ponta Delgada. Terminou o Curso Superior de Piano no Conservatório Nacional de Lisboa, na classe do Prof. António Menéres Barbosa. Estudou Música de Câmara com Olga Prats, e posteriormente com Riccardo Brengola, na Accademia Musicale Chigiana (Siena, Itália), onde lhe foi atribuído o Diploma de Mérito em Música de Câmara.
É licenciada em Ciências Musicais pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.
Desde Janeiro de 2007, é membro do Conselho Directivo da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).
Entre Novembro de 2003 e Novembro de 2008, foi presidente da Direcção da Orquestra Metropolitana de Lisboa, presidente do Conselho Directivo da Academia Nacional Superior de Orquestra e directora pedagógica do Conservatório Metropolitano de Música de Lisboa e da Escola Profissional Metropolitana.
Desde o dia 1 de Dezembro de 2008 exercia funções como Directora Regional da Cultura dos Açores.
Obteve o 1º prémio em Musica Erudita no Concurso Nacional “Cultura e Desenvolvimento” promovido pelo Clube Português de Artes e Ideias e, com o clarinetista Francisco Ribeiro, o 1º prémio na categoria Duos de Piano e Instrumento de Sopro no V Concurso Internacional “Città di Moncalieri” em Turim, Itália.
A divulgação da música de câmara tem sido um dos seus principais objectivos, tal como a música vocal e canção de câmara. Dedica especial atenção à música contemporânea e à música portuguesa, contribuindo de forma sistemática para a sua divulgação e afirmação.

Fonte: Música do Atlântico – Biografias

Deixar uma resposta