Passatempo: Piaf no Teatro Politeama (Resultados 28 e 29 e 30)

O Canela e Hortelã e o Teatro Politeama, em Lisboa, têm o prazer de oferecer 15 convites duplos para o musical Piaf, em cena no Teatro Politeama, na Rua das Portas de Santo Antão.cartaz piaf

Os convites são para os dias 28 (terça-feira), 29 (quarta-feira) e 30 (quinta-feira) de Julho, às 21h30 – 5 para cada dia.

Todas as respostas devem ser enviadas até às 15h00 do dia anterior a que pretendem assistir ao espectáculo, com nome completo, número de Bilhete de Identidade e dia pretendido.

Para participar neste passatempo basta responder correctamente às seguintes perguntas:

1. Em que ano nasceu Edith Piaf? Edith nasceu em 1915.
2. Quem é a outra cantora conhecida, que entra na peça e é amiga de Edith Piaf? A outra cantora era a alemã Marlene Dietrich, também conhecida como “Anjo Azul”.


Resultados:

Dia 28:
Maria do Rosário Pires
Elisabete Afonso
José Machado
Sandra Monteiro
Miguel Filipe

Dia 29:
Ana Marques
Dina Patrício
Diana  Anastácio
Stefan Pedroso
Cláudia Gonçalves

Dia 30:
Fernando da Silva Ferreira
Ana Isabel Pena
Maria Helena de Almeida
Maria Luísa da Cunha
Pedro Almeida

Os vencedores devem comparecer nas bilheteiras com um documento identificativo 30 minutos antes do espectáculo começar.
Bom espectáculo!

Obrigado a todos pela participação!


A história:

Inspirada na vida e obra da cantora francesa Edith Piaf, a peça presentemente em cena no Politeama é da autoria de Pam Gem, e tem encenação e adaptação de FilipeLa Féria.

No papel principal Wanda Stuart e Sónia Lisboa, alternadamente, contracenam com Paula Sá, que interpreta a diva da canção alemã da época, Marlene Dietrich, uma das amigas de Piaf. Destaque também para Noémia Costa, no papel de Toine e para Mafalda Drummonda, a antiga governanta Mafalda.

Piaf

Piaf nasceu na pequena cidade de Grasse (famosa pelas suas flores) em Dezembro de 1915,  ficou conhecida por interpretar canções como “La Vie en Rose”, “Non, je ne regrette rien”, ou “Milord”, teve uma vida curta, cheia de altos e baixos, tendo falecido com apenas 47 anos de idade.

A peça estreou em Lisboa a 16 de Julho e está previsto ficar até 31 de Agosto.

Os espectáculos decorrem de 3ª a Sábado, às 21h30 e sábado e domingo às 17h00. Os bilhetes custam entre 15 e 35 euros.

A vida da “pequena” – grande Piaf agora em cena no Politeama, em Lisboa

foto de: Elsa Furtado
Todas as respostas devem ser enviadas até às <strong>13h00, de dia 24 de Julho de 2009</strong>, com nome completo, número de Bilhete de Identidade e dia pretendido (sábado ou domingo), para: <strong>passatempos@canelaehortela.com</strong>.

5 Comentários

  1. Espectáculo musical fabuloso, já esperado por muito público,
    e que ficará na história como outros que já foram ancenados pelo grande LÁ FÉRIA, que merece bem um nosso grande aplauso pelo seu trabalho, que tem conseguido ir ao encontro daquilo que o povo gosta. Desde “O ROSSIO” “AMÁLIA” etc, etc,…, não têm fim os seua exitos. (faço ideia o trabalhão que dá encenar um espectáculo destes).
    Não quero roubar mais tempo.
    Parabéns Um abraço.
    César

  2. Olá! Apenas vim agradecer a oportunidade de ir ver este espectáculo que foi sem dúvida grandioso!
    Não me vou estender aqui sobre pormenores do que achei, sobre isso escrevi no meu cantinho…
    Mais uma vez obrigado!

    Cumprimentos
    Sandra Monteiro

  3. Boa tarde.
    Ganhei um bilhete duplo para a sessão de hoje. É claro que irei, depois deixo aqui o meu comentário, mas sinto que vou gostar bastante. Obrigada desde já pela oportunidade. Iniciativas destas são de louvar!

    Até mais logo! =)

  4. Que belo espectáculo! A actriz principal, a Wanda Stuart, é muito muito boa, é super natural e expressiva a encarnar a Edith Piaf. Levou uma enorme ovação de palmas no final. Gritei BRAVO da 1ª tribuna e dou-lhe merecidamente 7 estrelas.
    Penso que há um certo exagero na quantidade de cenas mais picantes, mas é normal no La Feria.

    Agradeço o convite duplo que ganhei aqui no Canela e Hortelã. Até breve!

  5. Boa noite,

    Achei fantástico o desempenho de Wanda Stuart no papel de Edith Piaf. Encarnou a personagem na perfeição. Para valorizar o espectáculo não eram necessárias tantas cenas menos próprias e tantos palavrões grosseiros.
    Isso só desmerece o espectáculo, o que não foi suficiente para ofuscar o papel da actriz principal.

    Muitos parabéns Wanda, em especial quando fez de Piaf na sua fase decadente. BRAVO!

    Maria Luísa Cunha

Deixar uma resposta