Paredes Meias É O Novo Projeto Cultural Do Chiado

Chama-se Paredes Meias e é o novo projeto cultural do Chiado promovido pelo Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado (MNAC) e pelo Teatro Nacional São Carlos (TNSC), instituições vizinhas na Rua Serpa Pinto ao Chiado.

A iniciativa pretende “dinamizar a oferta cultural do coração da cidade, tornando-a mais integrada, bem como estimular o cruzamento de visitantes e espetadores, aumentando os seus públicos”, explica a OPART em comunicado de imprensa.

O primeiro evento tem lugar já no próximo domingo, dia 5 de fevereiro, às 11h00, e intitula-se Concerto Para Amadeo e apresenta um programa inspirado na exposição Amadeo de Sousa-Cardoso/Porto Lisboa/2016-1916, atualmente patente no MNAC, e tem entrada livre (tal como a exposição por ser primeiro domingo do mês).

Vão ser interpretadas as obras A Phantasy Quartet para oboé e trio de cordas em Fá menor, op. 2 da autoria de Benjamin Britten (1913-1976); O Noturno Para Piano Solo em Ré Bemol Maior de António Fragoso (1897-1918); e por fim A Sonata para violoncelo e piano de Luís de Freitas Branco (1890-1955), três compositores contemporâneos de Amadeo de Sousa-Cardoso (1887-1918).

O concerto está marcado para as 11h00, no Foyer do Teatro São Carlos, e é interpretado por João Paulo Santos (piano), António Figueiredo (violino), Pedro Meireles (viola), Irene Lima (violoncelo) e Ricardo Lopes (oboé).

O projecto, depois desta iniciativa dedicada a Amadeo, prevê outras ao longo do ano, sempre com o mesmo conceito: convite para que venha ao Chiado assistir ao concerto/evento em São Carlos e visitar a exposição no MNAC – Museu do Chiado.

Deixar uma resposta