Paredes de Coura: terceiro dia terminou em festa com os Prodigy

O último dia do Festival Paredes de Coura abriu em grande, com um projecto português do já conhecido PacMan, “Dias de Raiva” que entrou a abrir com o single “Elogia de Raiva”. Pela primeira vez num festival, esta banda junta o punk hardcore e o metal na voz inconfundível de PacMan.

Jamie T apresentou-se com os Pacemakers e vieram felizes. Entraram a abrir e assim foram mantendo o registo sempre com uma atitude muito positiva e animada tendo já sido comparados com várias vezes com Bob Dylan e Mike Skinner (The Streets).

Seguiram-se os já experientes Dandy Warhols, que se apresentaram irreverentes, mas o público não entrou no mundo da banda americana, apenas cantado com eles o single que andou anos a rodar por cá “Bohemian Like You”.

Quando Adolfo Luxúria Canibal entra em palco, o público parou, foi conquistado logo no primeiro momento, Mão Morta é uma banda carismática que tem consigo fãs muito fiéis e apegados às suas letras e musicalidades. O grupo fez um grande espectáculo, a superar expectativas. A banda que anunciou o fim há três atrás, neste mesmo sítio, “ressuscitou” precisamente no mesmo local.

The Specials entraram em grande, para um público menos jovem, e fizeram da multidão uma onda saltitante. Pediram desculpa por não terem tocado para os nossos pais, que os ouviam na época do seu grande sucesso, já que estes terminaram a banda em 1984, voltando a juntar-se em 2008.

Vieram para palco a juntar a onda mod com o ska e brilharam, cantaram e dançaram e mostraram que ainda estão aí para as curvas, sendo o grande momento do concerto “A Message to you Rudy”, no fim, despediram-se com um grande momento de palmas.

E Prodigy entrou e o mundo parou, explosões de luzes e saltos e moshe, os concertos da banda nunca desiludem. Estes sabem muito bem o que fazer o com público e como os fazer vibrar entrando com temas fortes como “Worlds on Fire”, “Breathe” e “Omen”. O recinto rendeu-se, e não havia fila que não saltasse ou dançasse.

Um final em grande, naquele que é considerado um dos festivais mais importantes do norte do país.

Veja aqui os concertos em imagens:

  • Dias de Raiva
  • Jamie T
  • Dandy Warhols
  • Mão Morta
  • The Specials
  • Prodigy
Reportagem (Texto e Fotos) de Patrícia Vistas – enviada especial a Paredes de Coura

Deixar uma resposta