Palácio Nacional De Mafra Apresenta Exposição Sobre O Memorial Do Convento De Saramago

Memorial Do Convento – Era Uma Vez Um Rei Devoto, Um Padre Que Queria Voar, E Uma Mulher Com Poderes é a mostra patente ao público no Galilé do Palácio Nacional de Mafra, que pode ser vista até 31 de maio.

A exposição assinala os 35 anos da publicação da obra o Memorial do Convento de José Saramago, e insere-se também nas comemorações dos 300 anos da colocação da primeira pedra para a construção do Palácio de Mafra.

Conta com a curadoria de Filomena Oliveira e Miguel Real e projeto expositivo da Silvadesigners, e apresenta parte do espólio de José Saramago destinado à escrita do romance, bem como se ilustrará este através da obra pictórica de José Santa- Bárbara, em cujos quadros Saramago diz ter descoberto o rosto de Blimunda.

Comecei a ver o país todo como um gigantesco convento cujos limites nem sequer eram as fronteiras do que é hoje Portugal, porque se prolongavam por dentro das pessoas .

Frase extraída do Memorial do Convento de José Saramago, cujo estilo de escrita libertou a literatura portuguesa do seu registo tradicional e se prolongou na inspiração em outros registos estéticos, como o teatro, a pintura, a ópera, diz Miguel Real no texto de abertura da exposição.

A mostra é organizada pela direção do Palácio Nacional de Mafra, em parceria com a Câmara Municipal de Mafra e com o patrocínio da Fundação José Saramago.

A exposição tem entrada livre, e pode ser vista até dia 31 de maio, de quarta a segunda feira, das 9h30 às 17h30, durante o horário de funcionamento do palácio.

Deixar uma resposta