Palácio Nacional da Ajuda recebe a maior exposição individual de Joana Vasconcelos

joanavasconcelos2Depois de Paris e do palácio de Versalhes e antes de partir para Veneza para a Bienal, chegou a vez do Palácio Nacional da Ajuda receber entre os dias 23 de março e 25 de agosto, a maior exposição individual de Joana Vasconcelos, fruto de uma parceria entre a Everything is New, e o Estado Português, através da Direção-Geral do Património Cultural.

A mostra vai ficar instalada  nos aposentos reais do Palácio e traduz sensivelmente a última década do trabalho de Joana Vasconcelos, reunindo obras icónicas como “A Noiva”, “Coração Independente” ou “Marilyn”, lado a lado com obras mais recentes, como “Lilicoptère”, “Perruque” ou “War Games”, nunca antes expostas em Portugal.

Desde que venceu o prémio EDP Novos Artistas, em 2000, que Joana Vasconcelos tem visto a sua carreira a avançar em passos seguros. É neste momento uma das mais importantes e reconhecidas artistas a nível mundial. No ano passado, tornou-se na primeira mulher e na mais jovem artista a expor no Palácio de Versalhes, numa exposição visitada por 1,679 milhões de pessoas, tornando-a a exposição mais visitada em Paris nos últimos 50 anos.

O Palácio Nacional da Ajuda foi construído na primeira metade do século XIX, foi o local de residência oficial da monarquia portuguesa até ao seu final. Em 1968 abriu ao público como museu, sendo um dos mais importantes museus portugueses de artes decorativas. Os aposentos reais são mantidos fiéis à época, após trabalhos de restauro e reconstituição histórica.

A inauguração está marcada para dia 22 de março e é comissariada por Miguel Amado.

A mostra pode ser vista diariamente, excepto à quarta-feira, das 10h00 às 19h00, e sábado até às 21h00. Os bilhetes normais custam 10 euros, e 5 euros para jovens e estudantes.

Texto de Clara Inácio

1 Comentário

  1. É com orgulho e comoção que aguardamos a exposição da sublime Joana Vasconcelos . A sua criatividade é de uma genialidade que nos rouba as palavras.Os conceitos com que nos presenteia são inigualáveis .Muito obrigada pela exposição e muitíssimo obrigada à artista que nos concede a graça de tamanha fruição.

Deixar uma resposta