Outubro é dedicado à música em Estremoz

O mês de outubro é dedicado à música em Estremoz, por onde vão passar, entre os dias 06 e 21, espetáculos variados que vão desde a música de câmara, ao pop e rock, às bandas filarmónicas e ainda os grupos corais.

Para celebrar o Dia Internacional da Música, que se assinalou no passado dia 01, a Câmara Municipal de Estremoz, como já vem sendo habitual, dedica todo o mês de outubro à música, com um vasto programa cultural preparado em parceria com algumas coletividades do concelho.

“Música de Câmara Ibérica” é o primeiro projeto a subir ao palco do Teatro Bernardim Ribeiro, no próximo sábado, dia 06, pelas 21h30. A soprano Joana Godinho junta-se aos solistas do Ensemble Contemporaneus (Solange Silva, David Montes, Francisco Serôdio e Vera Batista) numa incursão pela música de câmara, composta por compositores ibéricos do século XX a XXI para flauta, trombone, piano, voz e viola.

No sábado seguinte, dia 13, a Sociedade Filarmónica Artística Estremocense e a banda “Desalinhados” juntam-se em palco, pelas 17h00, numa iniciativa única na história dos dois grupos musicais, para tocar em conjunto alguns êxitos da música moderna.

A Companhia Marimbomdo e Associ’arte promete levar o público a uma “volta ao mundo em 10 instrumentos, com um espetáculo interativo para todas as idades, agendado para as 16h00 do dia 14, também no Teatro Bernardim Ribeiro. Durante o concerto, o público, auxiliado por um enorme globo, escolhe o trajeto de uma viagem musical à volta do mundo.

Matilde e Pepe apresentam, em cada um desses destinos, extraordinários instrumentos desse local: o xafoon do Hawai, o berimbau brasileiro ou o washboard norte-americano.

No fim-de-semana seguinte, há mais música para ouvir.

Para sábado, dia 20, pelas 16h00, no mesmo palco, está previsto o I Encontro de Bandas Filarmónicas Juvenis de Estremoz, seguido, pelas 18h00, de um Econtro de Coros, mas na Igreja dos Congregados.

O mês de música na localidade do interior alentejano encerra no domingo, dia 21, com um concerto da Sociedade Filarmónica Luzitana, agendado para as 16h30.

Texto de Ângela Nobre

Deixar uma resposta