Os Minions enchem as salas portuguesas amanhã em Gru – o Maldisposto

Amanhã é dia de estreia de Despicable Me ou em português Gru – o Maldisposto, o primeiro filme da Illumination Entertainment, que nos oferece uma animação ao nível dos reconhecidos estúdios da Pixar ou Dreamworks.

Num feliz bairro suburbano, rodeado por pequenas cercas brancas, com roseiras floridas, encontra-se uma casa negra com a relva morta. Por baixo desta casa, existe um vasto esconderijo secreto, onde Gru, rodeado por um pequeno exército de Mínimos (“Minions”, pequenos seres estranhos e amarelos), engendra planos maléficos…

Gru adora tudo o que é maléfico, e armado com o seu arsenal de raios (de congelar, encolher, etc) e veículos de guerra para terra e ar, arrasa todos os que se atravessam no seu caminho. Até ao dia em que encontra três pequenas orfãs que vêm nele algo que ninguém mais viu: um potencial Pai.

Como segundo maior super-vilão do mundo, os planos maléficos de Gru estão sempre a ser ultrapassados por Vector, super-vilão número um. Para conquistar o desejado primeiro lugar no ranking dos super-vilões, Gru planeia roubar a Lua..! Mas este super-vilão vai encontrar o seu maior desafio: as três meninas chamadas Margo, Edith e Agnes.

Os realizadores são Pierre Coffin e Chris Renaud, ambos estreantes na realização de longas-metragens, e o guião foi redigido pela mesma dupla que escreveu Horton e o Mundo dos Quem.

Na versão original, Steve Carell encarna Gru e Jason Segel desempenha o papel de Vector (também no elenco estão Russell Brand e Julie Andrews). Em português, Nicolau Breyner dá a voz a Gru, e David Fonseca surpreende na pele de Vector.

Os Mínimos são hilariantes, a pequena Agnes faz as delícias do público, e Vector será talvez o vilão mais geek da história do cinema. Um filme recomendável, para todas as idades.

Gru – o Maldisposto estreia dia 21 de Outubro, por todo país, na versão original (não disponível em 3D) e dobrado em português, com distribuição da Zon Lusomundo.

Por Sara Peralta


Deixar uma resposta