Os caminhos da antiga Roma na Rota de la Plata em Espanha

Lena.peña-Ubiña

De Gijón, nas Astúrias, a Sevilha, na Andaluzia, a Rota de la Plata atravessa Espanha de norte a sul num total de 800 quilómetros daquela que foi uma das vias utilizadas pelas tropas romanas no século I.

A via atravessa quatro regiões autónomas espanholas, Astúrias, Castela e Leão, Extremadura e Andaluzia e propõe um manancial de património monumental, histórico, cultural e gastronómico.
O itinerário da rota de la Plata, cuja origem do nome não está esclarecida, mas poderá ter a ver com o palavra árabe “balath” ou “BaLaTa” que significa pavimento, inclui cidades como Gijón, nas Astúrias e que é a única com costa. Nesta cidade os visitantes podem conhecer o centro termal “Talasoponiente” ou o o jardim boBaños.-Balneario-antiguo.Piscinatânico Atlântico.
Em León, famosa pelas tapas e pela limonada da semana santa, podem-se visitar a Catedral do século XIII que tem 1.200 metros quadrados de vitrais e o Bairro Humedo que é o epicentro da actividade urbana.

Zamora, banhada pelo rio Douro e onde existe uma grande quantidade de vestígios romanos é outra das cidades que fazem parte da rota, assim como Salamanca cujo núcleo monumental da universidade e a Casa das Conchas são dois dos locais a não perder.Em Cáceres, cidade monumental e Mérida, os vestígios romanos como o teatro e o anfiteatro são inúmeros, mas além do património histórico existe um natural, como a serra, à espera dos passeios dos visitantes, bem como o gastronómico.

Baños.-Calzada-Romana.Tramo-NortePerto de Cáceres, por exemplo, em Casar de Cáceres é fundamental provar a Torta del Casar. Não, não é um doce. É um queijo, por sinal parecido com o nosso da serra. Os apreciadores de queijo não o vão querer deixar de provar.
Em Zafra a cidade actual resulta de um encontro harmonioso entre as culturas árabe, judia e cristã e que por isso tem lugares muito interessantes.
Já na Andaluzia, Santiponce e Carmona destacam-se pelo legado deixado pela passagem dos romanos em Sevilha.
Além da tradição gastronómica do “tapeo” e os doces típicos como as “tortas de aceite”, a catedral, o real Alcázar e o Bairro de Santa Cruz, antiga judiaria, são pontos a visitar na capital andaluza.

Deixar uma resposta