Odemira Cultural propõe um mês de teatro, música e exposições

Setembro é dedicado à cultura no concelho alentejano de Odemira, que recebe, ao longo de todo o mês, vários espetáculos musicais, um simpósio de escultura, animação de rua, teatro, exposições e ainda a comemoração do feriado municipal, que se assinala no dia 8, e a tradicional cerimónia religiosa.

A iniciativa “Odemira Cultural” começa já no sábado, dia 1 de setembro, com a celebração do 12.º aniversário da Biblioteca Municipal, que promete reservar muitas surpresas à população.

A exibição do filme Amor de Perdição, baseado na obra homónima de Camilo Castelo Branco, com realização de António Lopes Ribeiro, abre o programa. Em paralelo, está patente até dia 12 uma exposição bibliográfica sobre a obra do mesmo escritor português, que assinala os 150 anos da publicação da obra de Camilo Castelo Branco.

Dedicada aos mais novos, para quarta-feira, dia 5, está preparada  uma Caça ao Tesouro” sob o tema Palavra a palavra se constrói uma história, para a qual é necessária uma inscrição prévia junto dos serviços da Biblioteca. Nessa noite,  pelas 21h30, as iniciativas continuam com o espetáculo infantil Maria das Histórias levado a cena pela 2 pontos Associação Cultural.

A comemoração do aniversário da Biblioteca continua com diversas iniciativas até dia 22, como a apresentação de novos livros, bem como com um workshop de escrita criativa.

Em doze anos a Biblioteca Municipal de Odemira ultrapassou os cinco mil leitores inscritos, na sua maioria jovens, que ali podem encontrar milhares de títulos, entre livros, vídeos, CD´s, DVD’s e inúmeras publicações periódicas.

O evento “Odemira Cultural”, que tem como objetivo promover o património oral e artístico, bem como de diferentes manifestações culturais do concelho, abrange ainda muito mais atividades.

Ao longo do mês vão-se multiplicando os eventos culturais na vila de Odemira, que volta a receber o Festival Sete Sóis Sete Luas, entre os dias 15 e 17, bem como a exposição com trabalhos selecionados do Concurso Nacional de Fotografia “O Esquecimento”, patente a partir de dia 15, o Encontro de Teatro Amador, agendado também para o mesmo dia, e ainda as Jornadas Europeias do Património, no dia 29, este ano dedicadas às “Memórias dos Pegos”.

Por Ângela Nobre no Litoral Alentejano

Deixar uma resposta