Odemira Cultural propõe um mês de teatro, música e exposições

Setembro é dedicado à cultura no concelho alentejano de Odemira, que recebe, ao longo de todo o mês, vários espetáculos musicais, um simpósio de escultura, animação de rua, teatro, exposições e ainda a comemoração do feriado municipal, que se assinala no dia 8, e a tradicional cerimónia religiosa.

A iniciativa “Odemira Cultural” começa já no sábado, dia 1 de setembro, com a celebração do 12.º aniversário da Biblioteca Municipal, que promete reservar muitas surpresas à população.

A exibição do filme Amor de Perdição, baseado na obra homónima de Camilo Castelo Branco, com realização de António Lopes Ribeiro, abre o programa. Em paralelo, está patente até dia 12 uma exposição bibliográfica sobre a obra do mesmo escritor português, que assinala os 150 anos da publicação da obra de Camilo Castelo Branco.

Dedicada aos mais novos, para quarta-feira, dia 5, está preparada  uma Caça ao Tesouro” sob o tema Palavra a palavra se constrói uma história, para a qual é necessária uma inscrição prévia junto dos serviços da Biblioteca. Nessa noite,  pelas 21h30, as iniciativas continuam com o espetáculo infantil Maria das Histórias levado a cena pela 2 pontos Associação Cultural.

A comemoração do aniversário da Biblioteca continua com diversas iniciativas até dia 22, como a apresentação de novos livros, bem como com um workshop de escrita criativa.

Em doze anos a Biblioteca Municipal de Odemira ultrapassou os cinco mil leitores inscritos, na sua maioria jovens, que ali podem encontrar milhares de títulos, entre livros, vídeos, CD´s, DVD’s e inúmeras publicações periódicas.

O evento “Odemira Cultural”, que tem como objetivo promover o património oral e artístico, bem como de diferentes manifestações culturais do concelho, abrange ainda muito mais atividades.

Ao longo do mês vão-se multiplicando os eventos culturais na vila de Odemira, que volta a receber o Festival Sete Sóis Sete Luas, entre os dias 15 e 17, bem como a exposição com trabalhos selecionados do Concurso Nacional de Fotografia “O Esquecimento”, patente a partir de dia 15, o Encontro de Teatro Amador, agendado também para o mesmo dia, e ainda as Jornadas Europeias do Património, no dia 29, este ano dedicadas às “Memórias dos Pegos”.

Por Ângela Nobre no Litoral Alentejano

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.