O romantismo do bailado “Romeu e Julieta” em digressão por Portugal

Inspirado na obra Romeu e Julieta, de William Shakespeare, o compositor Serguei Prokofiev criou um dos mais intensos e belos bailados do século XX, e que tem vindo a encantar várias gerações desde a sua estreia no Teatro Mariinsky, em São Petersburgo, a 11 de Janeiro de 1940, e que vai agora poder ser visto (ou revisto) em Portugal, numa interpretação do Moscow Ballet.

Romeu e Julieta conta a história de dois apaixonados de Verona, que oriundos de famílias rivais, vêem a sua relação proibida. Uma dificuldade que os jovens tentam contornar sem sucesso, terminando em tragédia depois de várias mortes e desencontros.

Este bailado está dividido em três actos, e conta com coreografia de Leonid Lavrovsky e cenografia de Evgeny Gurenko. No corpo de baile destacam-se os nome de  Dmitry Smirnov, Andrey Laypin, Andrey Shalin, Nadejda Ivanova, Ekaterina Shalyapina e Ekaterina Karpova, entre outros.

A digressão vai passar pelo Teatro Académico Gil Vicente, a 23 de Setembro; a 24 de Setembro, pelo Coliseu dos Recreios; a 25 de Setembro pelo Centro de Congressos do Arade; no dia 26 de Setembro, o Centro Cultural das Caldas da Rainha (às 17h00);  e nos dias 28 de Setembro no Theatro Circo de Braga e a 29 de Setembro, o Coliseu do Porto encerra a digressão.

Os espectáculos estão marcados para as 21h30 e o preço dos bilhetes varia consoante a sala de espectáculos, entre os 15 euros e os 38 euros.

O espectáculo tem uma duração de 150 minutos (com dois intervalos de 15 minutos) e é trazido até nós pela promotora Classic Stage.

Texto de Elsa Furtado
Fotos gentilmente cedidas pela Classic Stage

Deixar uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.