O romantismo do bailado “Romeu e Julieta” em digressão por Portugal

Inspirado na obra Romeu e Julieta, de William Shakespeare, o compositor Serguei Prokofiev criou um dos mais intensos e belos bailados do século XX, e que tem vindo a encantar várias gerações desde a sua estreia no Teatro Mariinsky, em São Petersburgo, a 11 de Janeiro de 1940, e que vai agora poder ser visto (ou revisto) em Portugal, numa interpretação do Moscow Ballet.

Romeu e Julieta conta a história de dois apaixonados de Verona, que oriundos de famílias rivais, vêem a sua relação proibida. Uma dificuldade que os jovens tentam contornar sem sucesso, terminando em tragédia depois de várias mortes e desencontros.

Este bailado está dividido em três actos, e conta com coreografia de Leonid Lavrovsky e cenografia de Evgeny Gurenko. No corpo de baile destacam-se os nome de  Dmitry Smirnov, Andrey Laypin, Andrey Shalin, Nadejda Ivanova, Ekaterina Shalyapina e Ekaterina Karpova, entre outros.

A digressão vai passar pelo Teatro Académico Gil Vicente, a 23 de Setembro; a 24 de Setembro, pelo Coliseu dos Recreios; a 25 de Setembro pelo Centro de Congressos do Arade; no dia 26 de Setembro, o Centro Cultural das Caldas da Rainha (às 17h00);  e nos dias 28 de Setembro no Theatro Circo de Braga e a 29 de Setembro, o Coliseu do Porto encerra a digressão.

Os espectáculos estão marcados para as 21h30 e o preço dos bilhetes varia consoante a sala de espectáculos, entre os 15 euros e os 38 euros.

O espectáculo tem uma duração de 150 minutos (com dois intervalos de 15 minutos) e é trazido até nós pela promotora Classic Stage.

Texto de Elsa Furtado
Fotos gentilmente cedidas pela Classic Stage

Deixar uma resposta