O festival Caminhos do Cinema Português traz o filme Aristides Sousa Mendes – O Cônsul de Bordéus em ante-estreia absoluta

O festival Caminhos do Cinema Português está já na sua décima nona edição e realiza-se em Coimbra, de 9 a 17 de novembro, distribuído por dois espaços, o Mini Auditório Salgado Zenha e o Teatro Académico Gil Vicente.

Já é conhecida a programação e a seleção oficial desta edição sendo de destacar a ante-estreia absoluta do filme de João Correa e Francisco Manso, Aristides Sousa Mendes – O Cônsul de Bordéus que será exibido no sábado dia 10 de novembro às 22h00. Estão em competição vários filmes desde este último referido a Rafa, de João Salaviza, Em Câmara Lenta, de Fernando Lopes, A Vingança de Uma Mulher, de Rita Azevedo Gomes; Não Há Rosas Sem Espinhos, de Fernando Matos Silva, A Bruxa de Arroios, de Manuel Pureza, Balas e Bolinhos –O Último Capítulo, de Luís Ismael, A Teia de Gelo, de Nicolau Breyner, O Nylon da Minha Aldeia, de Possidónio Cachapa, A Última Vez que Vi Macau, de João Rui Guerra da Mata e João Pedro Rodrigues, Florbela, de Vicente Alves do Ó, My Music, de Tiago Albuquerque e João Brás. Estes filmes serão exibidos e distribuídos pelas várias sessões diárias, às 15h00, às 17h30 e às 22h00.

De destacar também a sessão sobre a crise no cinema português, no dia 12 de novembro às 22h00 assim como a sessão dedicada aos séniores no dia a seguir às 15h00. No dia 14 às 22h00 poder-se-á assistir a uma sessão dedicada ao erotismo e no dia 16 de novembro à mesma hora, uma sessão dedicada ao cinema e à literatura.

De realçar a exibição do mais recente filme de Manoel de Oliveira, O Gebo e a Sombra.

A programação pode ser consultada aqui.

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta