Novidades Arco de Diana – Romances de Outros Tempos

Uma das mais jovens editoras portuguesas, O Arco de Diana, do grupo Esfera dos Livros, edita duas novelas românticas, de duas romancistas de sucesso da actualidade, das letras americanas e para premiar os seus leitores promove um passatempo, em colaboração com a a Agência de Viagens Saga Travel, que oferece três viagens a Paris.

Um Estranho nos Meus Braços, da autoria de Lisa Kleypas, passa-se na Inglaterra do século XIX. Lara é uma bela mulher, de 24 anos, que ficou víuva há pouco tempo, o marido, um lorde latifundiário, egoísta e narcisista tinha partido anos antes para a exótica Índia, onde viria a falecer num naufrágio.

Jovem, viúva, sozinha, desprovida do título e dos seus bens, Lara refugia-se numa antiga casa de caseiro e começa a dedicar a sua vida a ajudar os outros, pelo menos até ao momento em que alguém lhe dá a notícia que o marido morto, regressou a casa.

Lutando consigo própria, a bela Lady vê-se agora empurrada para uma vida que não deseja, com um homem que parece ser o falecido conde, mas com comportamentos e atitudes diferentes.

Durante cerca de 300 páginas, o leitor acompanha as dúvidas da heroína sobre a identidade e os seus sentimentos face a este homem… Será que ele é ou não o verdadeiro Lorde Hawksworth?

A descoberta do amor, da sexualidade, da verdade, a luta entre o certo e o errado, ao melhor estilo da rainha do romance Barbara Cartland, Lisa Kleypas envolve o leitor com uma narrativa fácil e cativante, envolvendo-o na estória e na vida das personagens de uma forma viva e realista.

Um romance delicioso… a descobrir.

A segunda novidade é da autoria da americana Laura Kinsale e é um romance histórico, intitulado em português Flores na Tempestade.

A acçã

o decorre no princípio do século XIX, durante o reinado de Jorge IV, que aparece numa das cenas da estória juntamente com o 1º Duque Wellington, também detentor dos títulos de Conde do Vimeiro, Marquês de Torres Vedras e Duque da Vitória.

Num mundo onde a loucura e a genialidade se misturam, estudiosos apresentam novas descobertas no campo da matemática,os nobres têm que seguir comportamentos e regras pré-estabelecidas, o jovem duque Christian Jervaulx, é internado num manicómio devido aos seus comportamentos e atitudes desviantes, aí conhece a jovem Archimedea Timm, uma quaker humilde, discreta e bondosa, filha de um professor de matemática, que ajuda a cuidar dos doentes.

Entre os dois surge uma amizade, que se vai desenvolver para outro sentimento, durante 36 capítulos conhecemos um duque frágil, louco no princípio da narrativa, que passa a um homem egoísta, narcisista e despótico, para quem as aparências são tudo, ao ponto de organizar um baile grandioso quando se encontra completamente endividado,e depois a um homem frágil, debilitado e apaixonado.

A evolução da relação das duas personagens, vindas de mundos diferentes, com morais e valores distintos é o elemento principal do romance entre Maddy e Christian, que depois de muitas batalhas acabam por ficar juntos, como se impõe num romance.

Uma leitura atribulada e nem sempre fácil, quase a tocar os “raios da loucura”.

por Elsa Furtado


Deixar uma resposta