Noiserv encantou no Clube Ferroviário

Reportagem de Patrícia Vistas (texto e fotos)

O espaço encheu, com bilhetes em económica ou primeira classe, sentados, em pé, em cadeiras ou no chão, o Clube Ferroviário em Santa Apolónia teve lotação esgotada para receber David Santos, com o seu brilhante projeto – Noiserv, na passada quinta-feira à noite.
Mais uma vez, Noiserv veio cantar e encantar, mas um encantar que faz corações sorrirem. Com apenas um cd e um Ep na bagagem, este rapaz causou deslumbramentos entre os demais que tiveram a sorte de entrar, sim, porque a fila cá fora continuava, à espera de desistências lá dentro, talvez!

Como já lhe é habitual, a tela branca a ser preenchida também não faltou, Diana Mascarenhas fez e desfez a preto a branco o que Noiserv colocou a cores. Uma mistura mágica entre o sonho e a capacidade do mesmo.

Temas com “Bullets on Parade”, “Tokyo Girl” ou “Melody Pops” inseridos no álbum “One Hundred Miles from Thoughtlessness” não se fizeram faltar, tal como o novo single “Carrocel” do novo trabalho “A Day In Day Of The Days”.

Depois, a sala vibrou e cantou ao som do tema criado para o filme/documentário José e Pilar, a música “Palco do Tempogerou um efeito de “oooooooooh” perante o público, uma espécie de amor no ar.

Como não podia deixar de ser, o concerto fechou com o tema  cover de Pixies “Where is my Mind”, uma grande salva de palmas e um público feliz.

 


Deixar uma resposta