Neste Dia Mundial do Livro Sugerimos: histórias pelo mundo fora

O nosso próximo leque de sugestões tem em cidades como Barcelona, América, Canárias, Portugal, Argentina, entre outros locais os cenários de histórias de amor, amizade, auto – descoberta e aventura. Parta à descoberta numa viagem página a página.

Barcelona é o cenário de Marina, a mais recente  obra de Carlos Ruiz Zafón, editada entre nós pela Planeta. O livro conta a  história de um desaparecimento. Em Maio de 1980 Óscar Drai desapareceu de Barcelona durante uma semana, sem deixar qualquer pista sobre o seu paradeiro.

Após quinze anos as memórias daqueles sete dias voltaram em catadupa, em como tinha conhecido Marina numa saída nocturna e em como esta o arrastou para um segredo de família obscuro e de um enigma das memórias de Barcelona. Carlos Ruiz Zafón nasceu em Barcelona, em 1964. Já escreveu diversos livros, traduzidos em várias línguas, sendo agraciado com algumas distinções como o Prémio Edebé. É um autor de culto. Actualmente vive em Los Angeles onde escreve argumentos para o cinema. Colabora com o El País e o La Vanguardia.

Noite sobre as Águas é o mais recente romance de Ken Follett editado entre nós pela Bertrand, que relata a viagem entre a Europa e a América do Clipper da Pan American, o avião mais luxuoso da época. O avião rumava a Nova Iorque com um lote de passageiros  sui generis, um aristocrata britânico, um cientista alemão, um assassino e os seus guardas, uma jovem  a fugir do seu marido e um ladrão. O conflito latente aumenta à passagem das trinta horas  de voo. Ken  Follet nasceu em 1949, em Cardiff, no País de Gales. É licenciado em Filosofia. Já foi jornalista, editor e actualmente é escritor. Conta com mais de 100 milhões de exemplares vendidos.

Uma Mulher em Fuga de Marion McGilvary conta a história de uma mulher que abandonou a casa, o marido e a vida que tinha…porquê é a questão pertinente que se levanta ao leitor. Ao longo de 320 páginas a autora vai nos contar a vida de Edith Lutz, Agnes Morales, Agnes McBride, identidades que pressupõem um passado tão diverso como a sua origem etmologica, escocês, nova iorquino, sul americano ou londrino. Com profissões tão diferenciadas, em que não é possível estabelecer qualquer fio condutor, pois entre uma dactilógrafa, uma recepcionista, uma governanta e mulher de um académico, pouco há em comum. Tudo muda quando a nossa heroína se emprega como governanta na casa do editor Adam Davenport, recém-divorciado e pai de dois adolescentes e a paixão surge. Uma edição Porto Editora.

O Verão de Todos os Silêncios da autoria  Maria Manuel Viana, com a chancela da Planeta, a autora conta-nos a viagem  de quatro mulheres – Sara, Ana B., Maria João e Sara K. que estão nas Canárias, numa tentativa de reconciliação consigo e com as suas memórias. A história vai-se desenrolando em Portugal, Espanha e Argentina, com o emergir das recordações de uma infância pautada por abusos e pelos mecanismos de defesa levantados para sobreviver. Maria Manuel Viana nasceu na Figueira da Foz. Licenciou-se na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Este é o seu quarto romance.

O Dois Amigos é o livro de estreia de Kirmen Uribe, publicado entre nós  pela Planeta e foi vencedor do Prémio Nacional de Narrativa 2009, Prémio Nacional da Crítica 2008 em língua basca e Prémio do Grémio de Livreiros do País Basco. O livro conta a história de Libório Uribe viveu toda a sua vida no mar, a bordo do Dois Amigos, tornando-se companheiros inseparáveis. Quando recebe a notícia que vai morrer pede à nora que o leve a ver  um mural, que lhe trazia boas recordações. Anos mais tarde, é o seu neto Kirmen, que em frente ao mesmo mural, cruza as histórias da família e concluí que tem material para um romance – conta a história de três gerações da família, reconstituída através de cartas, poemas e memórias, numa homenagem a uma vida e a um mundo que já se foi e à continuidade da vida.

Por Clara Inácio

Deixar uma resposta