Museu do Oriente em Lisboa celebra quinto aniversário

fachada museu oriente

O Museu do Oriente em Lisboa celebra o seu quinto aniversário no dia 8 de maio,  e para o assinalar preparou inúmeras atividades de entrada livre para toda a família.

É de destacar a visita orientada “Peça a Peça” que vai acontecer durante todo o dia, em sessões de 15 minutos e em que cada monitor do Museu escolheu a peça da coleção de que mais gostou, contando a sua história aos visitantes. Assim poder-se-á saber mais sobre as Colunas Hindus às 10h15, sobre o Menino Jesus Bom Pastor às 10h45, sobre a Garrafa às 11h15, sobre o Biombo Namban às 12h00, o Biombo de Coromandel às 12h30, o Biombo representando a Nau do Trato às 15h00, sobre as facas de cordão umbilical às15h30, a fachada do edifício dos armazéns frigoríficos de Alcântara às 16h00 e sobre o cartaz “Leiamos os livros do Presidente Mao. Obedeçamos às suas palavras” às 17h00.

O_rouxinol_e_o_Imperador

Para os mais pequeninos, o Museu organizou várias oficinas: “A Ilha do Crocodilo”, às 14h00, que conta a história de uma lenda acerca da amizade e da busca pela felicidade, que deu origem a um povo e a um país de seu nome Timor Lorosae. Histórias de Corpo Inteiro, às 16h00, que irá contar histórias de deuses da Ásia, com o corpo.

De destacar também o espetáculo O Rouxinol e o Imperador, um conto de Hans Christian Andersen, cuja conceção e execução é de Melissa Rodrigues, que é uma adaptação para teatro de sombras e que conta a história de um rouxinol e de como o seu maravilhoso canto foi capaz de curar o imperador da China. Este espetáculo acontece às 10h30 e tem a duração de cerca de uma hora.

Todas as atividades exigem marcação até ao dia 6 de maio.

Texto de Joana Resende

Deixar uma resposta