Mozarthaus em Viena apresenta a exposição No Labirinto de Cores e Sons – Reflexões sobre Mozart e Goethe

6-Mozart-Vibrations-10A Mozarthaus,  única casa que resta em Viena onde Mozart viveu, inaugurou no passado dia 24 de janeiro, a exposição No Labirinto de Cores e Sons – Reflexões sobre Mozart e Goethe, com um ciclo de pinturas por Bernd Fashing.

Goethe foi um dos maiores admiradores de Mozart e organizou mais de 280 noites de ópera de Mozart sob sua direcção. Em um fragmento de sua teoria acústica, ele desenvolveu uma abordagem à música que ainda hoje é válida: o prazer sensorial puro primeiro, depois o inteletual, o julgamento estético, social e por fim o científico. A música de Mozart parece ter correspondido de perto às suas ideias. Os sons eram o cerne do pensamento de Goethe, e esta tentativa de teoria acústica corre paralelo ao seu trabalho sobre a teoria da cor.
Já idoso, Goethe lembrou um concerto pelo jovem Mozart em Frankfurt e falou com frequência de tocar Mozart para piano “policromático”, que funcionava como se tivesse acabado de ser inventado. Ele comparou Mozart com pintores importantes, como Rafael ou Michelangelo e procurou encontrar uma ligação entre sons e pintura. Mozart e Goethe tinham muito interesse nas últimas descobertas científicas e ambos fizeram observações espantosamente semelhantes sobre os animais e a natureza.
A mostra demonstra essas ligações com base em documentos, cartas, representações da natureza e livros encontrados nas suas residências e é suportada por arcos de novas cores, no sentido de Goethe e Mozart a partir de um ciclo de uma imagem moderna por Bernd Fasching, que tenta um novo caminho para retratar Mozart.

A mostra, tem curadoria de Gernot Friedel e junta-se à exposição permenente da Casa Mozart, pode ser vistada diariamente até 12 de janeiro de 2014, das 10h00 às 19h00.  O bilhete de acesso à exposição é o mesmo de entrada para o museu e tem um preço de 10 euros.

Complementa a iniciativa, um ciclo de concertos intitulado Academia de Mozart.

 

Texto de Dolores Barroso
Fotos cedidas pelo gabinete de comunicação da Mozarthaus

 

 

Deixar uma resposta