ModaLisboa: Dia 4 terminou com Dino Alves

Reportagem de Sara Santos

E a 37ª edição da ModaLisboa chegou ao fim no domingo, dia 9, num dia em que os homens estiveram em evidência, quer na autoria quer na passerelle, com os desfiles de lingerie a causarem o maior furor, como já vem sendo habitual.

Este último dia voltou a começar às 14h00, com os desfiles da seção Lab, na sala de arquivo dos Paços dos Concelho, com a apresentação das coleções de Daniel Dinis e Marques’ Almeida. No Pátio da Galé as hostes abriram com as propostas de Katty Xiomara, que apostou em peças “delicadas, com cortes, dobras, pregas e bordados que simulam as nervuras das borboletas, numa paleta de cores deliciosa, quente e apurada”, segundo a própria. Tecidos fluídos, cores alegres e suaves, como o branco, o amarelo, vermelho e cremes foram a palete escolhida, em vestidos, quase todos eles curtos e muito femininos

Seguiram-se os desfiles de Miguel Vieira, que apresentou propostas quer para ele, quer para ela. A coleção intitula-se “Lisboa – Capri” e aposta nos tons brancos e claros, em silhuetas longas, e curtas, mas bem desenhadas e sempre muito elegantes para ela, e em cores vivas, como o encarnado, combinadas com branco para os homens.

O terceiro desfile do dia foi de Aleksandar Protic e ficou marcado pela trilogia encarnado, preto e branco, e modelos algo irreverentes.  Também irreverente foi sem dúvida alguma, como já é hábito, o desfile de Nuno Gama, que apresentou propostas para homem, desde fatos, calças, calções e fatos de banho para terminar, sempre com uma bem disposta combinação de cores e padrões.

Também com propostas para ele e para ela foi a coleção de Ricardo Dourado, que disse ter se inspirado em Jenny Holzer, e no ambientes de rua onde os gangs se distinguem tanto pela violência como pela atitude. Pretos, cinzas e alguns brancos sujos são as cores escolhidas, para tecidos leves como o crepe e o algodão, apresentados num desfile muito irreverente.

O 4º e último dia desta edição terminou com um desfile de Dino Alves, que também apresentou propostas para ele e para ela. Os modelos para 2012 são alegres, vivos, com algumas influências vintage e retro, em que as rendas e as cores estão em abundância. Rosas fuchsia, amarelos e verdes e padrões floridos são o destaque para as senhoras. Para os homens, a mistura de cores é uma das características em evidência.

Deixar uma resposta