Mistérios de Lisboa adaptados ao cinema pelo realizador chileno Raoul Ruiz

O romance Mistérios de Lisboa, da autoria de Camilo Castelo Branco, vai ser adaptado para cinema, pelo realizador chileno Raoul Ruiz, um dos maiores nomes do cinema mundial, numa co-produção de Paulo Branco, Clap Filmes e Alfama Films, com data prevista de estreia no grande ecrã em finais de 2010, e depois em televisão em formato de mini-série. A distribuição está a cargo da Atlanta Filmes.

big_misterios

Mistérios de Lisboa, publicado em 1854, é um romance assente numa saga familiar passada na Lisboa de finais do século XVIII, relatado na primeira pessoa, ao jeito de biografia.

” Era eu um rapaz de catorze anos, e não sabia quem era.Vivia na companhia de um padre, e de uma senhora, que diziam ser irmã do padre, e de vinte rapazes, que eram meus condiscípulos.”

Assim começa a narrativa, do primeiro dos três livros que compõem a saga, repleta de aventuras e mistérios, ocorridos na Lisboa romântica, narrados por Camilo e que Raoul Ruiz vai tentar recriar, contando para isso com um elenco de luxo.

Ricardo Pereira, Adriano Luz, José Afonso Pimentel, Maria João Bastos, Ivo Canelas, Margarida Vila Nova, Rogério Samora, Filipe Duarte, São José Correia, Marco D’Almeida, João Ricardo, Joana de Verona, Ana Bustorff, Rui Morrison entre muitos outros actores constituem o elenco português.

Entre as participações internacionais destacam-se os nomes de Laetitia Casta, Melvil Poupaud, e Marion Cotillard, premiada em 2008 com um Óscar de Melhor Actriz por La Vie en Rose e que está actualmente em cartaz com Inimigos Públicos.

passeio publico

José Afonso Pimental interpreta a personagem central desta trama camiliana, dando vida a um jovem fruto de um amor proibido e motivo de uma grande tragédia. Uma tragédia intemporal que atravessa gerações, e que revela segredos tão profundos como a decadência da humanidade.

O argumento é da autoria de Carlos Saboga, o mesmo de Jaime, O Milagre Segundo Salomé, de José Rodrigues Miguéis e Adeus Princesa, de Clara Pinto Correia.

O filme vai ser maioritariamente rodado em Lisboa, no Outono de 2009  (as filmagens estão previstas começarem em Novembro), onde está planeada a recriação da cidade do fim do século XVIII, início do século XIX, e vai ter também gravações em França e no Brasil.

Por Cristina Alves

Deixar uma resposta