Marózia promete ser o livro mais perturbante do ano

CapaMarózia – Amante e Assassina de Papas, no vergonhoso tempo da pornografia da Igreja Católica é a sétima obra literária do jornalista Vasco Resende, com a edição a cargo da Calçada das Letras, e que vai ser apresentada na Feira do Livro de Lisboa.

O livro aborda, ainda, as histórias de outras matronas devassas do Império Romano, antes e depois da institucionalização do Cristianismo pelo criminoso sem remorsos Constantino I, o Grande, que nunca foi cristão.

Marózia – Amante e Assassina de Papas longe da ficção ou sequer de rumores é antes uma exposição perturbante e factual de uma das épocas mais negras da História do catolicismo, com revelações curiosas e inéditas sobre algumas das figuras negativas mais relevantes de uma religião que se não fosse transcendente já não existiria depois de tantos ataques que lhe têm sido desferidos interna e externamente.

A Pornocracia cultivada pelos Papas nos sécs. X e XI terá sido mais lesiva do que a perseguição trágica aos cristãos; as três dezenas de Anti-papas que enfrentaram os eleitos pelo Vaticano; as execrandas Cruzadas; o Cisma; a horrenda Inquisição e agora a criminosa Pedofilia?

Esta nova pesquisa histórica de Vasco Resende, autor já galardoado com dois Prémios de Jornalismo e um de Literatura, poderá contribuir para esclarecer as questões e dúvidas que esta Igreja por vezes alheia com os tempos em que vivemos suscita aos seus milhões de fiéis espalhados por todo o mundo.

Este que promete ser o livro mais perturbante do ano,  é apresentado pela Presidente do Partido Socialista, Dra. Maria de Belém, no dia 2 de junho, pelas 16 h00, no Auditório da APEL, na Feira do Livro.

Marózia – Amante e Assassina de Papas, no vergonhoso tempo da pornografia da Igreja Católica, de Vasco Resende, com 172 páginas, à venda por 14,50 euros.

Texto de Sandra Dias

Deixar uma resposta